UFC 148: Após nocautear Sonnen, Anderson Silva diz que pretende lutar por mais 10 anos

UFC 148: Após nocautear Sonnen, Anderson Silva diz que pretende lutar por mais 10 anos

"Ainda tenho muita motivação com o fato de estar aqui fazendo o que eu gosto"", disse ele

Anderson conseguiu escapar do cerco armado por Sonnen logo no começo do segundo round, quando se esquivou de um soco giratório e, com uma joelhada, rendeu o rival no chão para encaminhar o nocaute técnico. "Nossa estratégia era justamente essa, trabalhar com o jogo dele no chão, para depois impor o nosso jogo", explicou.

"Estou feliz de poder ter feito meu trabalho e estar aqui dando aos fãs a alegria que a gente deu hoje, para todos que assistiram seja aqui ou pele televisão. O Chael fez o trabalho dele, infelizmente uns ganham e outros perdem mas é normal, faz parte", completou Anderson.

Durante a coletiva que sucedeu a vitória, o brasileiro fez questão de manter a sua declaração de que pretende continuar lutando por mais dez anos. "Sempre que preparo meus campos de treinamento, sinto uma satisfação muito grande. Enquanto tiver forças e condições físicas e mentais, vou continuar fazendo isso", declarou o lutador de 37 anos.

"Ainda tenho muita motivação com o fato de estar aqui fazendo o que eu gosto. Todos tiveram o privilégio de verem o que foi a pesagem. Minha maior motivação é estar aqui do lado desses caras que fazem história", acrescentou Anderson, que deu uma ombrada em Sonnen na encarada da pesagem de sexta-feira, mas cumprimentou o rival e pediu aplausos ao perdedor após a luta.

Veja os resultados do UFC 148

Card principal

Anderson Silva venceu Chael Sonnen por nocaute (Peso médio)

Forrest Griffin venceu Tito Ortiz por decisão unânime dos juízes (Meio-pesado)

Cung Le venceu Patrick Côté por decisão unânime dos juízes (Médio)

Demian Maia venceu Dong Hyun Kim por nocaute(Meio-médio)

Chad Mendes venceu Cody McKenzie por nocaute(Pena)

Mike Easton venceu Ivan Menjivar por decisão unânime dos juízes (Galo)

Card preliminar

Melvin Guillard venceu Fabrício "Morango" Camões por decisão unânime dos juízes (Leve)

Khabib Nurmagomedov venceu Gleison Tibau por decisâo unânime dos juízes (Peso Leve)

Costa Philippou venceu Riki Fukuda por decisão unânime dos juízes (Peso médio)

Shane Roller venceu John Alessio por decisão unânime dos juízes (Peso leve)

Rafaello Oliveira venceu Yoislandy Izquierdo por decisão unânime dos juízes (Peso leve)

Fonte: UOL