Após ofensa homofóbica, árbitro da NBA assume homossexualidade

'Não sinta vergonha por quem você é', afirmou

O árbitro Bill Kennedy está na NBA há 18 anos. Foram 18 anos em silêncio. Mas após sofrer uma ofensa homofóbica de Rajon Rondo, armador do Sacramento Kings, ele decidiu assumir a sua homossexualidade.

Durante uma partida realizada na Cidade do México,  Rondo acabou expulso no terceiro quarto após se referir ao árbitro como "bichinha" ("fucking faggot", no inglês).

Bill decidiu então se posicionar: "Sou orgulhoso de ser um árbitro da NBA e sou orgulhoso de ser gay", disse, na lata.

"Estou seguindo os passos de outros que se identificaram na esperança que isso mandasse uma mensagem para jovens homens e mulheres esportistas que você não pode permitir que ninguém faça você sentir vergonha de quem você é", afirmou o árbitro.

Árbitro Bill Kennedy assumer ser gay (Crédito: Reprodução)
Árbitro Bill Kennedy assumer ser gay (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Brasil Post