Após sofrer entrada violenta, Lucas sai do campo machucado

Após sofrer entrada violenta, Lucas sai do campo machucado

Convocado por Luiz Felipe Scolari para amistosos, ex-são-paulino é substituído e passa segundo tempo com gelo no tornozelo esquerdo

Estrela da companhia, Ibrahimovic resolveu a partida para o Paris Saint-Germain neste sábado. Depois de jogar mal o primeiro tempo e levar 1 a 0, o time de Carlo Ancelotti bateu o Nancy por 2 a 1, pela 28ª rodada do Campeonato Francês, com gols do sueco em dois lances seguidos na etapa final. Mas a equipe deixou o campo com uma preocupação: o meia-atacante Lucas, convocado por Luiz Felipe Scolari na última terça-feira, saiu machucado (veja ao lado).

A virada deixou o PSG na liderança com 57 pontos. O Lyon aparece em segundo com 52, mas ainda fará o clássico com o Olympique no domingo. O clube de Marselha soma 49 e está na terceira posição. O Nancy tem 21, é o 19º e pode terminar a rodada na lanterna.

Lucas é um dos 22 jogadores chamados por Felipão para os amistosos com Itália, em Genebra (Suíça), no dia 21, e a Rússia, em Londres (Inglaterra), no dia 25 (o capitão Thiago Silva também). Aos nove do segundo tempo, o ex-são-paulino levou um carrinho forte de Mangani e teve que deixar o gramado, dois minutos depois, escorado nos ombros dos médicos para a entrada de Gameiro. O brasileiro passou o restante do jogo no banco com gelo no tornozelo esquerdo, mas o PSG ainda não revelou se a lesão é grave ou não.

Antes da partida, o presidente do clube da capital francesa, Nasser Al Khelaifi, deu entrevista ao jornal "Le Parisien" e desmentiu que teria interesse em demitir Ancelotti para a contratação de José Mourinho, do Real Madrid, ou Arsene Wenger, do Arsenal. Prestigiado pelo chefe, o italiano escalou o PSG com Sirigu, Van der Wiel, Thiago Silva, Sakho, Maxwell, Verratti, Matuidi, Pastore, Lucas, Ibrahimovic e Lavezzi. David Beckham ficou no banco e entrou aos 28 do segundo tempo, observado pela esposa Victoria em um dos camarotes do estádio Parc des Princes.


Após sofrer entrada violenta, Lucas sai do campo com ajuda de médicos

Os donos da casa começaram mal e foram castigados na etapa inicial. O Nancy dominou os primeiros 45 minutos e abriu o placar com Moukandjo, aos 35. Pastore saiu jogando errado e armou o contra-ataque dos visitantes, Moukandjo tentou duas vezes e conseguiu marcar de cabeça no rebote de Sirigu.

As melhores jogadas do PSG antes do intervalo nasceram dos pés de Lucas. Aos 11, o meia-atacante deu lindo passe em profundidade para Matuidi, que saiu livre na cara de Gregorini e tocou colocado, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora. Depois, aos 41, Ibra deixou Lucas sozinho com o goleiro do Nancy, mas Gregorini defendeu o chute do brasileiro com o rosto.

O time de Paris voltou melhor para o segundo tempo e conseguiu a virada. Logo aos três minutos, Ibra mostrou que a equipe estava disposta a mudar a história da partida: o sueco recebeu lançamento em profundidade após falha da zaga do Nancy, invadiu a área e chuta na saída de Gregorini, que esticou o braço para defender.

Os gols aconteceram após a saída de Lucas. Aos 14, Matuidi lançou para a área, Puygrenier dominou mal, Menez ajeitou de primeira para Ibra e o sueco chutou sem defesa para o goleiro do Nancy. Três minutos depois, o segundo: de antes do meio do campo, Verratti acertou belo lançamento para Ibra, Gregorini saiu mal da área, a bola passou direto e o sueco ficou sozinho para marcar o 2 a 1 no placar. Com 24 gols, o camisa 10 do PSG é o artilheiro do Francês.

Nos minutos finais, o último susto para os donos da casa. O Nancy, que no primeiro tempo havia acertado a trave com Jebbour após defesa de Sirigu, voltou a mandar na baliza do goleiro do PSG: Zitte chutou de fora, a bola desviou em Thiago Silva, e tocou a trave novamente.

Fonte: GloboEsporte