Após vitória, Thiago Silva é pego no exame antidoping por maconha

É o quarto lutador pego por uso da droga no Ultimate neste ano. Brasileiro é suspenso por seis meses e vai passar por programa de reabilitação

O lutador brasileiro Thiago Silva foi pego no exame antidoping após sua luta contra Stanislav Nedkov pelo UFC Macau e corre risco de ter sua vitória no evento revogada. O atleta da equipe Blackzilians testou positivo para metabólicos de maconha, admitiu o uso da substância e foi suspenso por seis meses pelo Ultimate, de acordo com comunicado publicado no site oficial da organização. Além disso, ele vai passar por um programa de reabilitação de drogas, em punição semelhante à sofrida por Dave Herman após ser pego pelo uso da mesma droga no UFC Rio III, em 13 de outubro.


Após vitória em Macau, Thiago Silva é pego no antidoping por maconha

É o quarto caso positivo de doping por uso de maconha no UFC neste ano. Nick Diaz foi o primeiro a ser pego, em fevereiro, e, por ser reincidente, levou suspensão de um ano da Comissão Atlética do Estado de Nevada, responsável pelos exames antidoping em lutas realizadas em Las Vegas. Mais tarde, Matthew Riddle testou positivo no UFC 149, em julho, e recebeu três meses de suspensão da Comissão de Esportes Combativos de Calgary. Os exames de Herman e Thiago Silva foram administrados pelo próprio Ultimate, responsável pelos exames em países que não possuem corpos regulatórios para o MMA, como Brasil e China.

Thiago Silva finalizou o búlgaro Stanislav Nedkov no UFC Macau, no último dia 10 de novembro, com um kata-gatame. Se o resultado for transformado em "No Contest" (luta sem resultado), como aconteceu com a vitória de Riddle sobre Chris Clements no UFC 149, será a segunda vitória de Silva revogada nos últimos dois anos - em 2011, Silva teve seu triunfo sobre Brandon Vera alterado para "No Contest" após admitir ter adulterado seu exame de urina pós-luta para esconder o uso de substâncias proibidas.

Confira o comunicado publicado pelo UFC em seu site oficial:

?Thiago Silva testou positivo para metabólicos de maconha após sua luta no UFC Macau. A organização do UFC tem uma política restrita e consistente contra o uso de qualquer droga ilegal ou de melhora de performance, estimulantes ou agentes mascarantes. Silva admitiu ter consumido a substância proibida, concordou em participar num programa aprovado de reabilitação de drogas e servir uma suspensão de seis meses, retroativa ao evento de 10 de novembro. Ele deve passar num exame de drogas após completar a suspensão antes de receber liberação para lutar novamente.?

Fonte: Sportv