"As portas estão abertas", diz Adriano sobre a seleção

Enquanto treina para recuperar a boa forma física, a sua vaga está aberta

Na última convocação da seleção brasileira, para os jogos contra Equador e Peru, pelas eliminatórias da Copa de 2010, Adriano fazia parte do quarteto de atacantes do técnico Dunga. Para a lista que será anunciada na próxima quinta-feira - o Brasil enfrenta Uruguai e Paraguai nos dias 6 e 9 de junho, respectivamente - a situação é diferente. Neste período o Imperador sumiu, apareceu, deixou o Inter de Milão, que no último fim de semana conquistou o tetracampeonato italiano, deu um tempo na carreira e voltou às manchetes esportivas ao acertar seu retorno ao Flamengo.

Enquanto treina para recuperar a boa forma física, a sua vaga está aberta para os próximos dois confrontos visando à classificação para o Mundial da África do Sul e também para a disputa da Copa das Confederações. Se pudesse aconselhar Dunga, Adriano não teria dúvidas em apontar um substituto, mas revela que o seu lugar, ao menos por enquanto, não tem dono.

- Pela amizade, espero que seja o Ronaldo (o convocado). A seleção é importante, mas tenho de trabalhar bastante para voltar. Já conversei com o Jorginho e o Dunga. Vou fazer de tudo para que isso aconteça o mais rápido possível. As portas ainda estão abertas, mas pode complicar se eu der mole.

O atacante do Corinthians, por sinal, serve de exemplo para Adriano. Com estreia prevista para o dia 30, contra o Atlético-PR, no Maracanã, pela quarta rodada do Brasileirão, o Imperador recebeu palavras de incentivo do amigo.

- Conversei com o Ronaldo, e ele me disse para fazer a mesma coisa que fez: voltar focado. Foi mais um exemplo de vida.

Treinando diariamente a parte física na Gávea, Adriano ainda não voltou a trabalhar com bola. Entre uma corrida e outra, ele arrisca uns chutes e não esconde a ansiedade.

- Dá saudade. A gente se acostuma e de repente para. Estou muito feliz por estar aqui. São pessoas que me conhecem desde pequeno, e isso passa muita tranquilidade para fazer o meu trabalho.

Enquanto o Flamengo segue nesta terça-feira para Porto Alegre, onde encara o Internacional, no Beira-Rio, quarta, às 21h50m, pelas quartas de final da Copa do Brasil, Adriano fica no Rio e trabalha em período integral na Gávea.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com