Atacante ex-Flamengo entre os agredidos em tragédia do Egito

Fábio Júnior passou pelo Campinense na campanha da Série B de 2009 e se transferiu para o Al Ahly em junho do ano passad


Atacante ex-Flamengo entre os agredidos em tragédia do Egito

O jogador brasileiro Fábio Júnior, ex-atacante do Campinense, e que também já passou por Flamengo, Vasco e Madureira, é um dos envolvidos no tumulto que deixou dezenas de mortos durante uma partida entre o seu clube, o Al Ahly, e o Al Masry ocorrida nesta quarta-feira na cidade de Port Said (nordeste do Egito) e válida pelo Campeonato Egípcio. Ele, inclusive, foi autor do gol do time visitante.

Fábio Júnior passou pelo Campinense na campanha da Série B de 2009 e se transferiu para o Al Ahly em junho do ano passado, levado pelo treinador português Manuel José, com quem chegou a trabalhar em um clube de Portugal.

O jogador esteve em campo na partida desta quarta-feira e foi levado por policiais até um quartel de polícia nas proximidades do estádio, onde ficou refugiado dos vândalos que chegaram a agredir vários jogadores e também membros da comissão técnica do Al Ahly.

A confusão começou logo após centenas de torcedores do Al Masry invadirem o gramado para comemorar a vitória sobre o atual campeão nacional e que vinha invicto nesta temporada. Aproximadamente 70 mortes já foram confirmadas por fontes ligadas ao governo local.

Campeonato suspenso

De acordo com a agência de notícias "EFE", helicópteros do exército egípcio transportaram os feridos para hospitais da região e também ajudaram a retirar os jogadores do Al Ahly do estádio.

Em nota oficial, a Federação de Futebol do Egito anunciou que o campeonato nacional do país está suspenso por prazo indeterminado. O jogo entre Zamalek e Ismaily SC, que estava acontecendo na capital Cairo no mesmo momento do confronto entre Al Masry e Al Ahly, foi suspenso no intervalo por conta da tragédia em Port Said e, também, devido a um incêndio em um setor das arquibancadas que teria sido causado por foguetes lançados de forma errada por torcedores.



Fonte: Globo Esporte