Atacante Kleber culpa Felipão por saída do time do Palmeiras

Com declarações polêmicas, atacante faz duras críticas ao treinador palmeirense

Perto de anunciar em qual clube irá jogar na próxima temporada, o atacante Kleber, que ainda pertence ao Palmeiras, deu suas explicações, nesta segunda-feira, sobre os motivos que o afastaram da equipe e fez duras críticas ao técnico Felipão.

Em entrevista à TV Bandeirantes, o Gladiador não se mostrou arrependido e condenou muitas atitudes de Scolari durante o Campeonato Brasileiro.


Atacante Kleber culpa Felipão por saída do Palmeiras

O episódio que levou Kleber a bater de frente com Felipão foi quando o volante João Vitor foi agredido por um grupo de torcedores do Verdão. Na ocasião, o atacante disse que só os atletas estavam sendo prejudicados pelas declarações públicas do treinador contra o time. O fato teria causado uma discussão ríspida entre os dois e originado o afastamento do camisa 30 do elenco. Confira os principais trechos das polêmicas declarações dadas por Kleber:

Arrependimento

"Eu não me arrependo de nada. Pelo contrário, faria de novo. Muita gente no Palmeiras gostaria de ter a atitude que eu tive".

Sem motivação

"No jogo contra o Ceará, estávamos perdendo por 2 a 0, fomos para o vestiário e falamos que precisávamos mudar e virar o jogo. Ele entrou e falou que já tínhamos tomado de 6 do Coritiba e iríamos tomar de 12. O cara (Felipão) desmotiva os jogadores toda hora".

Descontentamento

"Antes, queria ir treinar logo, porque o ambiente é bom. Mas depois fui desmotivando. Falo com propriedade que 80% do grupo não gosta do Felipão e 90% dos funcionários também não. Esta é a realidade. A escolha da diretoria foi ficar com ele e me afastar".

Esquema de jogo

"Desde quando Felipão chegou, eu e o Valdivia temos problema com ele. Achamos que não era o melhor esquema para a gente e falamos com ele, mas ele não abre mão. Sempre respeitei a decisão, mesmo não concordando. Alguns jogadores não entendem o esquema porque não sabem que função tem que fazer".

Valdivia

"Ele elogiou o Valdivia em um jogo que ele foi capitão e depois mandou mensagem pedindo para negociarem o Valdivia".

Futuro

"A proposta é muito satisfatória e o Grêmio realmente mostrou muito interesse. Amanhã acaba o prazo e não vou deixar eles esperando. Estou feliz com a proposta e seu eu for para lá vou ser o mesmo Kleber dos outros times que passei".

Influência da família

"Algumas coisas pesam pra mim. Minha filha perguntou se vou embora de novo de São Paulo. Gosto muito de São Paulo. O que pesa mesmo é ficar aqui. Adoro o Grêmio e adorei a proposta, mas fiquei muito tempo na Ucrânia e depois em Belo Horizonte. Minhas filhas estão crescendo e sinto muita falta delas".

Corinthians

"O Corinthians não pode nem fazer proposta, porque não fomos autorizados para falar com eles. Dizem que tem proposta do Corinthians ao Palmeiras e acompanhei o Andrés falando que não entra em leilão. O Corinthians quando quer vem e compra, porque é o clube com mais dinheiro no Brasil junto com o Flamengo, por causa dos contratos de TV".

Esquema

"Tacaram ovo no aniversário dele e ele disse que o grupo estava unido. Isso é ridículo. Foram três ou quatro jogadores que são amigos dele, que foram para o Palmeiras não sei se por ser amigo de empresário, se tem algum esquema. Mas todos os jogadores merecem estar lá".

Outros injustiçados

"O Lincoln saiu e deu uma declaração polêmica, o Wellington (Paulista) saiu e deu outra declaração que foi polêmica. Todo mundo está errado? Vi o Pierre sair depois de quatro anos de clube em uma situação que a gente nunca imaginava. Ele foi escurraçado. O grupo sente isso. Na despedida do Pierre no vestiário, choramos com o cara".

São Paulo

"Encontrei os dirigentes do São Paulo e eles falaram que o Felipão tinha se oferecido para o São Paulo".

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com