Ataque terrorista contra torcida do Real Madrid deixa 16 mortos

Torcedores foram atacados por terroristas do Estado Islâmico

Uma torcida oficial do Real Madrid no Iraque sofreu um ataque terrorista nesta sexta-feira (13) em Balad, a 80 km da capital Bagdá. Segundo o jornal espanhol "AS", a ação deixou 16 mortos e 20 feridos.

No momento do ataque, cerca de 50 torcedores estavam reunidos na sede da agremiação, onde os membros se encontram para assistir a jogos do Real. Segundo o presidente da torcida, Ziad Subhan, os autores foram membros da organização Estado Islâmico.

"Um grupo de terroristas islâmicos do EI entraram na sede empunhando vários fuzis AK-47 e dispararam aleatoriamente contra todos que estavam ali. Eles não gostam de futebol, consideram que é algo antimuçulmano. Por isso, cometem atrocidades assim. Estamos todos destruídos pelo acontecido", disse Subhan ao "AS".

O Real Madrid tem mais de 2 mil "peñas" - a maior parte delas na Espanha e várias outras espalhadas pelo mundo, inclusive no Brasil. O clube divulgou uma nota oficial lamentando o episódio e afirmou que os jogadores vestirão uma tarja preta no jogo deste sábado, contra o La Coruña, demonstrando luto.

"O clube mostra sua tristeza total e oferece seu afeto e suas condolências aos familiares e amigos das vítimas. O Real Madrid estende sua solidariedade a todo o povo do Iraque, que sofre a injustiça desmedida de uma violência extrema", diz o comunicado.


Ataque terrorista (Crédito: Reprodução)
Ataque terrorista (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Uol