Atletas reclamam de jogos no carnaval

Jogadores de Rio e São Paulo pedem para que os dirigentes pensem na festa popular antes de fazer futuras tabelas

Flamengo e Botafogo fazem um jogo decisivo na próxima quarta-feira pela Taça Guanabara. O Campeonato Paulista também não para e Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo entram em campo na semana. Com isso, os jogadores precisam evitar excessos durante o carnaval. Mas o coro foi grande neste domingo na Sapucaí para que isso mude no futuro e os dirigentes não marquem mais partidas para a época da maior festa popular do país.

O sérvio Petkovic foi o primeiro a reclamar do calendário brasileiro.

- Falta um pouco de bom senso. Não deveria ter jogo na quarta-feira. O carnaval é uma festa típica, que todo mundo espera e os jogadores poderiam aproveitar também - disse o meia, que não consumiu bebida alcoólica no sambódromo.

O zagueiro William, do Corinthians, foi outro que defendeu uma mudança para os próximos anos.

- A gente vem, mas precisa ser comedido para não se prejudicar. Na semana passada, o Corinthians não jogou na quarta-feira. Agora, no carnaval, precisa jogar. Acho que isso poderia ser visto. É só acertar e ter um pouco de boa vontade que não atrapalha o calendário

O santista Robinho apareceu pela primeira vez no carnaval carioca. O atacante se divertiu bastante, mas precisou sair mais cedo do que gostaria. Por volta das três horas da madrugada já estava deixando a Sapucaí.

Mas houve quem aproveitou bastante também sem se preocupar muito. Vagner Love, do Flamengo, não parou um minuto. O corintiano Ronaldo também foi um dos últimos a sair. Só deixou o camarote depois das cinco horas da manhã.

Fonte: g1, www.g1.com.br