Atlético-MG vence e segue na liderança: 4 a 3

Atlético-MG vence e segue na liderança: 4 a 3

O Atlético-MG abriu o marcador aos 16min do primeiro tempo em lance duvidoso.

A torcida do Figueirense lotou o Orlando Scarpelli para a estreia do centroavante uruguaio Loco Abreu. A equipe conseguiu virar após sair em desvantagem, mas o Atlético-MG demonstrou força, fez três gols no segundo tempo e conseguiu vencer o adversário por 4 a 3, neste sábado, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Ronaldinho, Leonardo Silva, Bernard e Guilherme marcaram os gols do triunfo atleticano, enquanto Anderson Conceição, Júlio César e Ronny marcaram para o time da casa.

O Atlético-MG abriu o marcador aos 16min do primeiro tempo em lance duvidoso. Marcos Rocha caiu após disputa com Doriva dentro da área e o árbitro Luiz Flávio de Oliveira marcou pênalti. Ronaldinho converteu e marcou seu terceiro gol no campeonato - todos foram em penalidades, 2 pelo time mineiro e um pelo Flamengo.

A equipe catarinense reagiu e conseguiu virar o marcador ainda no primeiro tempo. Aos 35min, o zagueiro Anderson Conceição completou para o gol de cabeça após boa jogada ensaiada do Figueirense. E em contra-ataque, Júlio César recebeu passe de Loco Abreu, fintou o goleiro Victor e completou para colocar os donos da casa em vantagem no Orlando Scarpelli.

No segundo tempo, o Figueirense ainda ampliou com Ronny após falha de Victor. Mas com gols do zagueiro Leonardo Silva, do meia-atacante Bernard e do atacante reserva Guilherme marcaram e ajudaram o Atlético-MG a conquistar uma brilhante vitória fora de casa.

A vitória mantém o time mineiro na liderança do Campeonato Brasileiro com 22 pontos, com quatro pontos de vantagem para o segundo colocado Fluminense, que enfrenta o Botafogo no domingo, no Engenhão. O Figueirense está em 16º lugar com oito pontos, na beira da zona do rebaixamento.

Finalizadas as disputas da Copa Libertadores e da Copa do Brasil, o Campeonato Brasileiro volta a ter partidas no meio de semana. Na quarta-feira, o Atlético-MG recebe o bom time do Internacional, às 21h50 (de Brasília), no Independência. No dia seguinte, o Figueirense visita o lanterna Atlético-GO, no Serra Dourada, às 21h (de Brasília).

O jogo

Ao contrário do frio na capital catarinense, a partida que marcou a estreia de Loco Abreu pelo Figueirense começou quente no Orlando Scarpelli. Aos 4min, Dorival arriscou de fora da área e o goleiro Victor encaixou a bola. Logo depois, aos 6min, Marcos Rocha avançou em diagonal no campo de ataque, finalizou de fora da área e a bola bateu na trave de meta defendida por Wilson, que se esticou e não conseguiu chegar na bola.

Com os dois times buscando o ataque, a partida continuou aberta. E o Figueirense demonstrou estar um pouco melhor. Aos 13min, Doriva desarmou o adversário, avançou, driblou o marcador e finalizou colocado de fora da área. A bola desviou no zagueiro adversário e quase encobriu o goleiro Victor. No minuto seguinte, o lateral Helder deu um afastou a bola do campo de defesa, a bola quicou, Júlio César desviou de cabeça e Loco Abreu tentou encobrir Victor e quase marcou um golaço.

E quando o time da casa parecia que dominava o jogo, o Atlético-MG abriu o marcador em um lance polêmico. Após jogada pelo lado esquerdo, o lateral Marcos Rocha apareceu na área e caiu depois de disputa de bola com Doriva. O árbitro paulista Luiz Flávio de Oliveira marcou pênalti para reclamação da torcida e dos atletas do Figueirense. Ronaldinho assumiu a responsabilidade e converteu a cobrança, aos 16min, colocando o time mineiro em vantagem.

Empurrado pela torcida, o time mandante partiu para o ataque e conseguiu o empate em jogada ensaiada. Aos 37min, Doriva cobrou falta no meio de campo, Fred desvia de cabeça na parte direita da área para o centro e o zagueiro Anderson Conceição apareceu para completar de cabeça. A bola ainda bateu na trave, antes de quicar na parte de dentro do gol. E a virada esteve perto de acontecer três minutos depois. Coutinho cruzou pela direita e o atacante Caio subiu mais alto para desviar de cabeça e a bola passou perto da trave.

E no último minuto do primeiro tempo, o Figueirense conseguiu assumir a liderança do marcador no Orlando Scarpelli. Em contra-ataque, Caio recebeu no lado esquerdo, mas teve parar para fugir da marcação. Ele tocou para Almir no meio, que abriu para Loco Abreu na ponta direita. O uruguaio deu um leve desvio para o meio e deixou Júlio César livre, para driblar o goleiro Victor e completar para o fundo das redes, aos 46min.

Com o gol sofrido nos acréscimos da etapa inicial, a equipe de Belo Horizonte teve que tomar a iniciativa no segundo tempo, com Serginho e Guilherme nos lugares de Leandro Donizete e Danilinho. E quase chegou ao empate aos 6min. Ronaldinho cobrou falta e a bola bateu na rede pelo lado de fora. Do outro lado do estádio, os atleticanos comemoram gol, pensando que a bola tinha entrado.

Mas a alteração que surtiu efeito foi a do técnico Argel. Ronny, que entrou no intervalo no lugar de Almir, ampliou a vantagem do Figueirense no Orlando Scarpelli. Aos 14min, Júlio César aproveitou rebote na área e ajeitou para o companheiro finalizar. A bola passou por Leonardo Silva e o goleiro Victor falhou ao deixar a bola entrar para o fundo das redes. Estrela da noite, mesmo sem ter feito gol, Loco Abreu deixou o gramado ovacionado pelos torcedores.

E quando a partida se encaminhava para uma vitória tranquila do Figueirense, o Atlético-MG conseguiu descontar, aos 19min. Ronaldinho cobrou falta da esquerda, o goleiro Wilson saiu mal e Leonardo Silva cabeceou para o fundo do gol, diminuindo a desvantagem atleticana. E Bernard e Guilheme completaram a virada sensacional do time mineiro em Florianópolis.

Ficha técnica

FIGUEIRENSE 3 X 4 ATLÉTICO-MG

Gols

FIGUEIRENSE: Anderson Conceição, aos 37min, e Júlio César, aos 46min do primeiro tempo, e Ronny, aos 14min do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Ronaldinho, aos 16min do primeiro tempo, e Leonardo Silva, aos 19min, Bernard, aos 25min, e Guilherme, aos 30min do segundo tempo

FIGUEIRENSE: Wilson; Coutinho, Fred, Anderson Conceição e Helder; Fabiano Silva, Doriva e Almir (Ronny); Caio, Júlio César e Loco Abreu (Aloísio)

Treinador: Argel

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Rafael Marques e Junior Cesar; Pierre e Leandro Donizete (Serginho); Danilinho (Guilherme), Ronaldinho (Richarlyson) e Bernard; Jô

Treinador: Cuca

Cartões amarelos

FIGUEIRENSE: Coutinho e Doriva

ATLÉTICO-MG: Ronaldiho, Jô, Marcos Rocha e Guilherme

Árbitro

Luiz Flavio de Oliveira (SP)

Local

Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)

Fonte: Terra