Atlético-MG marca no fim, vence Botafogo e mantém liderança do Campeonato Brasileiro

Atlético-MG marca no fim, vence Botafogo e mantém liderança do Campeonato Brasileiro

As duas equipes conseguiram marcar no terço final do primeiro tempo em Belo Horizonte.

O Atlético-MG teve a companhia do Fluminense na liderança do Campeonato Brasileiro por menos de 24h. Em um jogo dramático, a equipe mineira contou com gol de Neto Berola no fim da partida para derrotar o Botafogo por 3 a 2, neste domingo, na Arena Independência, em duelo válido pela 18ª rodada da Série A. Além de Berola, Escudero e Jô marcaram os gols do ponteiro, enquanto Andrezinho fez os dois tentos botafoguenses.

As duas equipes conseguiram marcar no terço final do primeiro tempo em Belo Horizonte. Aos 35min, Elkeson tocou para o meio, Leonardo Silva cortou errado e Andrezinho aproveitou o rebote para completar a jogada que ele mesmo começou, abrindo o marcador. O empate atleticano demorou sete minutos para acontecer. Jô dividiu com Jefferson e a bola sobrou para Escudero completar para o fundo das redes.

Na etapa final, Ronaldinho aproveitou falha da zaga adversária e cruzou para Jô finalizar e recolocar o Atlético-MG em vantagem, aos 8min. A equipe carioca empatou mais uma vez o jogo em pênalti batido por Andrezinho, aos 35min. Mas em jogada individual, Neto Berola garantiu o triunfo atleticano aos 43min.

Com a vitória, o clube mineiro voltou a se isolar na liderança da Série A com 42 pontos, três a mais que o Fluminense. O triunfo também garantiu o simbólico título do primeiro turno. Com uma partida a menos que os rivais, o Atlético-MG colocará mais uma vez a liderança em prova no próximo domingo, quando enfrenta o rival Cruzeiro pela última rodada do primeiro turno da competição, às 18h30 (de Brasília), mais uma vez no Independência.

A equipe ficou em sétimo lugar com 27 pontos e a sete do Grêmio, último time dentro do G-4. O próximo desafio do Botafogo será pela Copa Sul-Americana contra o Palmeiras, quarta-feira, às 22h (de Brasília), no Engenhão. O time precisa reverter a desvantagem depois de perder na ida por 2 a 0. A equipe carioca volta a se concentrar no Campeonato Brasileiro no domingo, às 16h (de Brasília), contra o Flamengo.

O jogo

O jogo no Independência começou em alta velocidade, com as duas equipes buscando o gol. Aos 7min, o Botafogo aproveitou um contra-ataque, Jadson partiu pela direita, foi até a linha de fundo e cruzou para a área. A bola passou um pouco de Lodeiro, que se esticou e cabeceou desequilibrado por cima do gol. A resposta dos donos da casa aconteceu seis minutos depois. Bernard recebeu passe na cara do gol de Ronaldinho e finalizou para boa defesa de Jefferson.

O goleiro do Botafogo se transformou em um dos nomes do primeiro tempo. O Atlético-MG encontrou muitos espaços na defesa do Botafogo e criou boas oportunidades. Aos 23min, Jô recebeu passe na área, fez o pivô e ajeitou para Escudero finalizar de primeira para grande defesa de Jefferson à queima-roupa. Três minutos depois, Bernard puxou contra-ataque, atraiu a marcação e deixou Junior Cesar na cara do gol. Livre na entrada da área, o lateral esquerdo arrematou colocado e fraco para defesa do arqueiro adversário.

O Botafogo passou a errar menos no campo de ataque, equilibrando a partida. Assim, a equipe conseguiu abrir o marcador. Em jogada rápida, Andrezinho recebeu como referência, ajeitou e tocou para Elkeson na direita. O camisa 9 avançou e tocou para o meio da área em busca do volante Jadson que se apresentou no ataque. Leonardo Silva fez bem a leitura da jogada e a cobertura, mas ao cortar, ajeitou na medida para Andrezinho completar para o fundo das redes e colocar os cariocas em vantagem em Belo Horizonte.

Na sequência, o técnico Oswaldo de Oliveira teve que fazer a primeira alteração. Sacou o lateral esquerdo Márcio Azevedo e colocou Lima. E não demorou muito para o Atlético-MG empatar a partida. Aos 42min, Ronaldinho segurou a bola, protegeu do marcador e fez ótimo lançamento para Jô. Em posição duvidosa, o centroavante dominou e dividiu com Jefferson. A bola sobrou para Escudero se esticar e completar para o fundo das redes, igualando o placar no Independência.

A equipe da casa voltou melhor no segundo tempo e apostou em jogadas em velocidade para Jô. Mas o gol aconteceu em uma falha do sistema defensivo do adversário. Aos 8min, a zaga do Atlético-MG cobrou falta no campo de defesa e fez a ligação direta na direção do centroavante. Como Jô ficou parado, os jogadores do Botafogo desistiram do lance. Esperto, Ronaldinho continuou na jogada e tocou para Jô finalizar. A bola bateu no travessão antes de entrar para o gol.

O ritmo atleticano caiu e o Botafogo passou a tocar a bola em busca de uma oportunidade. E o técnico Oswaldo de Oliveira colocou em campo o criticado Rafael Marques no lugar de Lodeiro, deixando a equipe com um jogador de referência na área. E depois de tanto tentar, os cariocas conseguiram o empate. Leonardo Silva calçou Rafael Marques dentro da área. Andrezinho cobrou e empatou o marcador.

Porém, Neto Berola fez jogada individual aos 42min do segundo tempo, passou pela marcação adversária e finalizou na saída de Jefferson para recolocar o time mineiro na liderança e garantir mais três pontos para o melhor time do primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

Ficha técnica

ATLÉTICO-MG 3 X 2 BOTAFOGO

Gols

ATLÉTICO-MG: Escudero, aos 42min do primeiro tempo, Jô aos 8min, e Neto Berola aos 42min do segundo tempo

BOTAFOGO: Andrezinho, aos 35min do primeiro tempo, e aos 35min do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Victor; Serginho (Carlos César), Réver, Leonardo Silva e Junior Cesar; Pierre e Leandro Donizete; Escudero (Neto Berola), Ronaldinho e Bernard (Rafael Marques); Jô

Treinador: Cuca

BOTAFOGO: Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo (Lima (Brinner)); Amaral e Jadson; Lodeiro (Rafael Marques), Andrezinho e Seedorf; Elkeson

Treinador: Oswaldo de Oliveira

Cartões amarelos

ATLÉTICO-MG: Pierre, Leonardo Silva

BOTAFOGO: Lodeiro, Elkeson

Público

19.903 presentes

Renda

R$ 723.495,00

Árbitro

Anderson Daronco (RS)

Local

Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)

Fonte: Terra