Atletico Mineiro vence Rio Branco com 10 homens

Vitoria do Atletico mostra superioridade

Depois de declarar "guerra" à arbitragem mineira, por causa do polêmico clássico com o arquirrival há quase uma semana, o Atlético-MG voltou a atuar pelo Campeonato Mineiro neste sábado de Carnaval. Com um jogador a menos em boa parte do jogo, o time alvinegro venceu o Rio Branco, por 2 a 0, no Mineirão, e assumiu o quarto lugar na competição.

GOLS DA VITÓRIA DO ATLÉTICO

Com a expulsão do meia-atacante Carlos Júnior, que fazia sua segunda partida pela equipe, aos 42min do primeiro tempo, o Atlético ainda foi superior ao Rio Branco e confirmou a vitória. Carlos Alberto e Éder Luís marcaram os gols atleticanos.

O Atlético foi 11 pontos e chegou ao quarto lugar, superando o próprio Rio Branco e o América, que empatou com o Social na sexta-feira à noite.

Foi a terceira vitória do time alvinegro, que volta a jogar no sábado 28, contra o Uberlândia, no Mineirão. O Rio Branco, com nove pontos, caiu para a sexta posição. No domingo 1º, enfrenta o Social em Andradas, no Sul de Minas.

PRINCIPAIS LANCES DO JOGO

PRIMEIRO TEMPO

4min - Éder Luís aproveita cochilo da defesa, rouba a bola e toca para Diego Tardelli. Mas o atacante bate fraco e a bola fica nas mãos do goleiro.

15min - Éder Luís bate forte da entrada da área. Glaysson rebate, mas se recupera e fica com a bola.

20min - Éder Luís gira em cima do marcador, na entrada da área, e chuta de perna esquerda. A bola passa perto do gol com perigo.

43min - GOOOLLL DO ATLÉTICO-MG!!! Em lance confuso, a bola toca em Tardelli e sobra para Carlos Alberto, que, livre na área, toca de primeira na saída do goleiro.

SEGUNDO TEMPO

3min - Márcio Guerreiro cobra falta da entrada da área e a bola passa perto do gol de Juninho, mas vai fora.

9min - Tardelli faz grande jogada e cruza para Márcio Araújo, que chuta para fora.

25min - Éder Luís faz grande jogada e toca para Tardelli, que, livre, acerta a trave, perdendo chance incrível.

35min - GOOOLLL DO ATLÉTICO-MG - Éder Luís arranca em velocidade e bate de fora da área para ampliar. O goleiro ainda toda na bola, mas não evita o gol.

LEIA NOTÍCIAS DO ATLÉTICO-MG

TARDELLI PASSA EM BRANCO

TIME VALORIZA VITÓRIA

CLASSIFICAÇÃO INTERATIVA

No domingo passado, na derrota para o Cruzeiro por 2 a 1, o Atlético se revoltou contra a arbitragem de Alício Pena Júnior.

O técnico Emerson Leão e o presidente Alexandre Kalil reclamaram bastante. O dirigente acusou a formação de uma quadrilha na arbitragem para favorecer o arquirrival. A polêmica deve parar no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-MG).

A expulsão de Carlos Júnior, que isolou uma bola num lance parado, não acentuou a polêmica. Pelo contrário. Leão, que se dirigiu ao árbitro após o encerramento do primeiro tempo, concordou com a marcação.

"Não foi maldade dele (Carlos Júnior), não. Não foi revolta contra nada, simplesmente porque é inocente, e é inexperiente. Isso, inclusive, eu avisei o árbitro, porque pode ser que ele tenha achado que ele estava revoltado. Nada disso. E a expulsão foi legal, não tem nada para reclamar", disse Leão.

Arbitragem à parte, o Atlético tenta se recuperar da derrota para o Cruzeiro. No meio da semana, na quarta-feira, o time alvinegro estreou na Copa do Brasil com o pé direito, ao golear o Itabaiana, por 5 a 0, no interior de Sergipe, e eliminar a necessidade do jogo de volta.

Neste sábado, já pelo Estadual, o Atlético começou bem a partida, criando oportunidades para marcar, mas desperdiçou várias oportunidades e só marcou no final do primeiro tempo, com Carlos Alberto, logo depois da expulsão de Carlos Júnior.

Com um jogador a menos em campo, o Atlético dominou o segundo tempo e criou várias chances para ampliar, mas abusou do direito de perder gols.

O Rio Branco aproveitou para ameaçar nos contra-ataques. Aos 35min, Éder Luís, em jogada individual, fez o segundo da equipe alvinegra e selou a vitória.

ATLÉTICO-MG 2 x 0 RIO BRANCO

Atlético-MG

Juninho; Marcos Rocha (Samuel), Marcos, Werley e Júnior; Renan, Carlos Alberto, Márcio Araújo e Carlos Júnior; Diego Tardelli (Raphael Aguiar) e Éder Luís (Kléber)

Técnico: Emerson Leão

Rio Branco

Glaysson; Chimba, André Alves, Anderson Carvalho (Carlinhos) e Márcio Loyola (Edmilson); Thiago Costa, Dudu Araxá, Vieira e Márcio Guerreiro; Márcio Diogo (Gil) e Marcelo Peabiru

Técnico: Paulo Cézar Catanoce

Data: 21/2/2009 (sábado)

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (MG)

Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Marcus Vinícius Gomes (MG)

Cartões amarelos: Anderson Carvalho, Márcio Loyola, André Alves, Thiago Costa, Chimba (Rio Branco); Marcos Rocha, Werley, Carlos Júnior, Juninho (Atlético)

Cartões vermelhos: Carlos Júnior (Atlético)

Gols: Carlos Alberto, aos 43min do primeiro tempo; Éder Luís, aos 35min do segundo tempo

UOL Busca - Veja o que já foi publicado com a(s) palavra(s)

Fonte: AE/G1