Austrália muda tom e elogia Vila: 'será a melhor de todas'

Ontem, os atletas haviam abandonado a vila por conta dos problemas

Um dia após liderar a retirada da equipe olímpica australiana da Vila Olímpica e criticar o local para hospedagem de atletas construído para a Rio-2016, a chefe de missão do Comitê Olímpico Australiano, Kitty Chiller, mudou o tom. Em sua primeira entrevista coletiva concedida no Brasil, nesta segunda-feira (25), ela disse que os reparos na vila avançaram muito em 24 horas. Por conta disso, na quarta-feira os atletas australianos devem voltar ao condomínio.

Segundo Chiller, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, deve acompanhar a nova entrada dos australianos no condomínio.

"Hoje tem sido um dia muito positivo. Acredito que até amanhã todos os ajustes finais de limpeza terão sido feitos", afirmou ela. "Na quarta-feira, tenho um encontro com o prefeito Paes. Ele mesmo deve entregar as chaves da vila para nosso time."

Chiller havia criticado duramente a Vila Olímpica do Rio de Janeiro no domingo (24). A dirigentes australiana afirmou que o local não era seguro por conta de problemas em seu sistema elétrico e de gás. Chiller chegou a classificá-lo como inabitável enquanto atletas australianos deixavam o local. Nesta segunda, porém, ela elogiou o espaço.  "Essa será a melhor vila de todas."

Na entrevista, Chiller lembrou que, em março, havia visitado a Vila Ollimpica e ficado impressionada com o condomínio. Acontece que, no domingo, quando os atletas australianos entraram nos apartamentos, os problemas começaram a aparecer.

"Quando a gente começou a fazer isso, checar descargas e banheiros é que e a gente viu os problemas aparecendo. Vimos que a água começava a descer do teto, infiltrações, e vimos que não poderíamos ficar em um lugar assim", afirmou. "Eram 200 problemas. Hoje são cinco."

A chefe da missão australiana afirmou que, apesar dos contratempos, os atletas australianas estão felizes de estarem no Brasil. A boxeadora Shelley Watts, que já teve a oportunidade de entrar em um dos apartamentos, afirmou que gostou do que viu, apesar dos dos problemas. "A vila está linda. Criaram uma instalação muito legal e também segura, o que é muito importante", disse.

A delegação olímpica da Austrália abandonou a Vila Olímpica do Rio minutos depois de se hospederarem no local, na manhã de domingo (24). O Comitê Organizador Rio-2016 reconheceu os problemas na vila e colocou, nesta manhã, 600 operários para trabalharem no local. Os operários vão reparar defeitos, principalmente, em ligacões elétrica, de água e de esgoto dos apartamentos.

Embora só a delegação da Austrália tenha abandonado a Vila Olímpica conjuntamente, problemas foram registrados em apartamentos de todo condomínio, incluindo no prédio ocupado pelo Brasil. A prefeita da Vila Olímpica do Rio 2016, Janeth Arcain, disse que os reparos devem estar concluídos até quarta-feira.

Chiller, da missão australiana, afirmou que o Comitê Olímpico da Austrália está ajudando nos reparos dos apartamentos com recursos próprios. A dirigente disse também que, até agora, o comitê australiano é que está arcando com o custo da hospedagem de atletas que abandonaram a vila.

Kitty Chiller, chefe de missão da Austrália na Rio-2016 (Crédito: AFP Photo)
Kitty Chiller, chefe de missão da Austrália na Rio-2016 (Crédito: AFP Photo)


Fonte: Com informações do Uol