Atlético-MG embala no 2º tempo, afunda Palmeiras e segue na cola do Fluminense

Atlético-MG embala no 2º tempo, afunda Palmeiras e segue na cola do Fluminense

A vitória dentro de casa continua deixando a equipe em segundo com 48 pontos, a dois do Fluminense

Depois de quatro rodadas, o Atlético-MG voltou a vencer no Campeonato Brasileiro e não deixa o líder Fluminense disparar na liderança da competição. Jogando em casa, o time alvinegro venceu o ameaçado Palmeiras por 3 a 0, na noite deste domingo, na Arena Independência, em partida válida pela 23ª rodada. Os gols da partida saíram apenas no segundo tempo, com Leonardo Silva aos 7min e Bernard, aos 38min e aos 47min.

A vitória dentro de casa continua deixando a equipe em segundo com 48 pontos, a dois do Fluminense, mas o time alvinegro tem um jogo a menos. Já o Palmeiras viu vários de seus concorrentes diretos contra o rebaixamento vencerem e se complicou ainda mais na tabela. Em 18º, a equipe alviverde soma apenas 20 pontos no Brasileiro.

Se enfrentando na Arena Independência depois de 13 anos, Atlético-MG e Palmeiras fizeram duelo bastante equilibrado. Com boas chances para ambos os lados, o zagueiro Leonardo Silva marcou o primeiro e Bernard sacramentou a vitória do time alvinegro com dois gols no fim da partida. O resultado mantém a invencibilidade dos mineiros atuando no estádio de Belo Horizonte, desde sua reinauguração no dia 03 de maio.

Na próxima rodada, o Atlético-MG continua sua busca para retomar a liderança jogando mais uma vez diante dos seus torcedores. Na quarta-feira, o time mineiro recebe o São Paulo, na Arena Independência, às 22h (de Brasília). Já o Palmeiras segue sua luta para se livrar da zona do rebaixamento indo ao Rio de Janeiro enfrentar o Vasco em São Januário, também na quarta-feira às 22h.

O jogo

Atlético-MG e Palmeiras entraram em campo em posições distintas na tabela, mas com o mesmo objetivo de se recuperar no Campeonato Brasileiro. O Atlético-MG, vice-líder da competição, perdeu a ponta na última rodada e tentava não deixar o Fluminense distanciar. Já o Palmeiras precisava da vitória para tentar sair da incômoda zona de rebaixamento. Os mineiros não contavam com Jô, machucado, e Réver, na Seleção Brasileira. Já os paulistas não tinham Henrique, suspenso, Barcos, na seleção argentina, e Marcos Assunção, Fernandinho e Wesley, todos machucados.

A partida começou bastante movimentada com as duas equipes utilizando a criatividade dos meias para armar as jogadas. Pelo lado do time alviverde, Valdivia e Tiago Real eram as opções de construção de jogadas. Na equipe alvinegra, Ronaldinho, Bernard e Danilinho se dividiam na função de criação. Apesar da correria, o jogo era truncado e com as defesas levando a melhor nas jogadas. O primeiro lance de perigo do jogo saiu aos 12min, Juninho cruzou da esquerda, Obina bateu prensado com o zagueiro e a bola saiu assustando o goleiro Victor.

Dois minutos depois o Atlético-MG respondeu. Após bola alçada na área, Bernard pegou sobra e chutou, mas Obina deu uma de zagueiro e afastou. Aos 20min, o ataque palmeirense mandou para o fundo das redes de cabeça depois de cruzamento de Valdivia, mas o árbitro Leandro Vuaden marcou impedimento.O jogo seguiu disputado e Luan perdeu a melhor chance do jogo. Aos 40min, o jogador aproveitou bom passe de Tiago Real e, de cabeça, viu Victor fazer grande defesa à queima-roupa.

No segundo tempo, o Atlético-MG entrou mais ligado e com duas alterações. Escudero na vaga de Leandro Donizete e Leonardo no lugar de Danilinho. As mexidas do técnico Cuca surtiram efeito. Aos 5min, Ronaldinho deu belo lançamento para Marcos Rocha que, de frente para o goleiro Bruno, chutou para fora. Dois minutos depois os mandantes abriram o placar. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Leonardo Silva subiu mais alto que os palmeirense e abriu o placar no Independência.

Após o gol, o jogo ficou mais aberto com chances para ambos os lados. Ronaldinho quase deixa o dele em duas cobranças de falta perigosas. O Palmeiras tentava chegar arriscando chutes de fora da área. Mas quem marcou foi Bernard. O meia, que conseguiu efeito suspensivo para estar em campo, recebeu passe de Leonardo, passou por Leandro Amaro e finalizou no canto. Bernard fez mais um no final do jogo. Após bobeada de Leandro Amaro, o meia atleticano passou por Bruno e estufou as redes para fazer 3 a 0.

Fonte: Terra