Banco resolve, Flamengo impõe 3ª derrota seguida ao São Paulo e é 2º

Banco resolve, Flamengo impõe 3ª derrota seguida ao São Paulo e é 2º

Muito criticado pelas escolhas táticas, o técnico Vanderlei Luxemburgo brilhou nesta quarta-feira.

Depois de um início irregular devido ao excesso de empates, o invicto Flamengo assumiu de forma provisória a segunda colocação do Campeonato Brasileira. Nesta quarta-feira, a equipe derrotou o São Paulo por 1 a 0, no Estádio do Engenhão, e assumiu a posição do rival. O argentino Bottinelli marcou o gol do triunfo, aos 26min do segundo tempo.

Muito criticado pelas escolhas táticas, o técnico Vanderlei Luxemburgo brilhou nesta quarta-feira, no Engenhão. No segundo tempo, o treinador colocou em campo Negueba e Bottinelli, autores da jogada do gol que deu a vitória ao time rubro-negro.

Depois de 10 bons primeiros minutos de partida, o São Paulo foi dominado pelo adversário e deixa o Engenhão com a terceira derrota consecutiva e na terceira posição do Brasileiro, com 15 pontos. O líder é o Corinthians, com 19 pontos. O Flamengo vem na sequência com 16, mas pode ser ultrapassado por Palmeiras e Botafogo, que jogam na quinta-feira pelo Brasileiro.

O São Paulo retorna a campo no sábado para enfrentar o Cruzeiro, às 18h30 (de Brasília), no Estádio do Morumbi. No dia seguinte, o Flamengo volta a jogar no Engenhão, às 16h (de Brasília), no clássico contra o Fluminense.

O jogo

Apesar da crise que se instalou no clube com as derrotas para Botafogo e Corinthians, o São Paulo começou com iniciativa e melhor a partida no Engenhão. Logo aos 5min, Dagoberto cobrou falta e Felipe não conseguiu segurar, rebatando para o meio da área. A resposta aconteceu com um belo finalização de Thiago Neves de fora da área, cinco minutos depois.

Armada para jogar no contra-ataque, a equipe do São Paulo logo viu o time mandante assumir o comando da partida. Aos 14min, Ronaldinho dominou perto da área e alçou para Deivid. O centroavante desviou de cabeça e Thiago Neves bateu com estilo, praticamente de voleio. Apesar da bela finalização do meia, a bola saiu por cima do gol de Rogério Ceni.

Com Ronaldinho caindo pelo lado esquerdo, o Flamengo passou a criar grandes oportunidades pelo setor. Mas a equipe rubro-negra causou perigo com bola parada, aos 20min. Ronaldinho cobrou escanteio fechado na primeira trave. A bola passou direto pela confusão e bateu na trave, assustando Rogério Ceni.

Mais uma vez pelo setor e em bola parada, o Fla voltou a causar calafrios na defesa são-paulina. Aos 25min, Ronaldinho cobrou falta direto para o gol e Rogério Ceni espalmou. A equipe aproveitou o contra-ataque e conseguiu chegar novamente ao ataque. Fernandinho recebeu lançamento, mas chutou por cima da meta defendida por Felipe.

A pressão do time carioca aumentou e Ronaldinho desperdiçou boa chance por preciosismo. Léo Moura roubou bola no ataque e serviu o camisa 10. O meia entrou na área, mas tentou cortar para o pé esquerdo e acabou finalizando em cima da marcação. Quatro minutos depois, Junior Cesar recebeu passe na cara do gol e arrematou para defesa de Rogério Ceni.

Mesmo com o Flamengo melhor a partida foi para o intervalo em igualdade. E assim como terminou a primeira metade, a equipe carioca voltou melhor para a etapa final e desperdiçou boa oportunidade com menos de 30s. Após chutão da defesa, Ronaldinho dominou a bola dentro da área e tentou tirar de Rogério Ceni na finalização, mas o arremate bateu na rede pelo lado de fora.

A partida começou mais pegada na etapa final e Juan, do São Paulo, e Aírton, do Flamengo, receberam cartão amarelo nos primeiros minutos. Porém, o árbitro Márcio Chagas da Silva teve trabalho aos 5min. Ronaldinho foi derrubado dentro da área por Wellington. Mas como o camisa 10 demorou muito para cair, o juiz mandou o lance seguir.

Encontrando espaços na defesa são-paulina e com o apoio dos torcedores no Engenhão, o Fla aumentou a pressão. Aos 8min, Deivid tabelou com Léo Moura pelo lado direito do ataque e saiu nas costas da defesa. O camisa 9 chutou cruzado e Rogério Ceni defendeu de forma segura no centro do gol.

A pressão aumentou e o São Paulo conseguiu se safar por duas vezes aos 12min. Aós cruzamento da esquerda, Ronaldo Angelim cabeceou e Rogério Ceni fez grande defesa. O rebote sobrou para o Flamengo e Renato dominou para tocar para trás. Thiago Neves se preparava para finalizar, mas Deivid foi mais rápido e finalizou desajeitado para o gol. Mesmo assim, a finalização foi certeira e Rodrigo Souto conseguiu evitar praticamente em cima da linha.

O São Paulo foi praticamente nulo na segunda etapa. Para tentar, ao menos, segurar a bola no ataque, Carpegiani resolveu atender a torcida e colocou Rivaldo em campo. E o experiente jogador teve a principal chance da equipe no segundo tempo. Aos 24min, o camisa 10 dominou lançamento de Marlos no peito e finalizou de primeira de dentro da área para defesa de Felipe.

Assim, como Carpegiani, Luxemburgo também alterou a equipe. Sacou Aírton e Deivid para as entradas de Bottinelli e Negueba. E foi em uma jogada da dupla que o Flamengo abriu o marcador aos 26min. Negueba fez boa jogada pelo lado direito, ganhou de marcação de Carlinhos Paraíba e tocou para trás praticamente na linha de fundo. Thiago Neves fez o porta-luz e Bottinelli bateu de primeira no canto, sem chances de defesa para Rogério Ceni.

Depois do gola aconteceu o lance mais preocupante da partida. Aos 30min, Marlos recebeu lançamento muito forte e deixou o pé, involuntariamente, em Felipe. O goleiro ficou imóvel em campo para desespero dos companheiros. O jogador teve um início de mal-estar, com tremedeiras, e precisou de respiração boca a boca para ser reanimado. A ambulância teve que ser chamada, mas o arqueiro conseguiu levantar sem problemas.

Nos minutos finais, o São Paulo ensaiou uma pressão e perdeu ótima chance com Dagoberto. Aos 41min, o atacante bateu falta frontal, a bola desviou em Negueba na barreira e bateu na rede pelo lado de fora, causando a lamentação de alguns torcedores que não perceberam que a finalização não entrou.

Flamengo 1 x 0 São Paulo

Gols

Flamengo: Bottinelli aos 26min do 2º tempo

Flamengo

Felipe; Leonardo Moura, Welinton, Ronaldo Angelim e Junior Cesar; Aírton (Bottinelli) e Willians; Renato Abreu, Thiago Neves (Luiz Antônio) e Ronaldinho; e Deivid (Negueba)

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

São Paulo

Rogério Ceni; Jean, Rhodolfo, Xandão e Juan; Rodrigo Souto, Wellington (Henrique), Carlinhos Paraíba; Marlos; Fernandinho (Rivaldo) e Dagoberto

Técnico: Paulo César Carpegiani

Cartão Amarelo

Flamengo: Aírton, Ronaldo Angelim e Rodrigo Souto

São Paulo: Juan

Árbitro

Márcio Chagas da Silva (RS)

Local

Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)

Fonte: Terra