Barrichello ataca Schumacher e quer pódio com Massa

Barrichello não exemplificou o que Schumacher faria que ele não.

Vice-líder da atual temporada de Fórmula 1, o brasileiro Rubens Barrichello voltou a cutucar o seu ex-companheiro de Ferrari, Michael Schumacher. Em entrevista à TV Globo, o atual piloto da Brawn GP disse que, diferentemente do alemão, não faria tudo para ser campeão da categoria.

"Ele faria qualquer coisa. Eu faria quase tudo. Mas não tudo o que ele faria", disse Barrichello, que afirmou não ter amizade com o ex-companheiro, campeão cinco vezes na Ferrari ao lado do brasileiro. "Passei alguns anos depois (do fim da parceria) falando com ele, mas hoje não (temos contato)".

Barrichello não exemplificou o que Schumacher faria que ele não. Mas lembrou um episódio ocorrido no GP de San Marino 2003, quando Michael disputou roda a roda uma posição com o irmão um dia depois da morte da mãe. "Aquilo para mim não caiu bem. Talvez por eu ser emotivo, mas foi estranho", disse.

Sobre a atual temporada, Barrichello voltou a dizer que vai brigar pelo título e contou outro desejo. "Nunca subi com o Massa no pódio. Eu tenho certeza que a coisa vai bater neste ano e vamos subir juntos ao pódio", contou o brasileiro, que tem grande amizade com o compatriota da Ferrari.

Para finalizar, Barrichello disse quais são os cinco maiores pilotos da história da Fórmula 1 em sua opinião. "Ayrton Senna, Michael Schumacher, Mario Andretti, Keko Rosberg e Emerson Fittipaldi", disse, sem gaguejar, lembrando a importância de Fittipaldi para o automobilismo nacional.

Fonte: Terra, www.terra.com.br