Belfort e Bisping quase brigam e precisam ser contidos em coletiva

Belfort e Bisping quase brigam e precisam ser contidos em coletiva

Belfort não cai nas provocações e diz ter certeza de que sairá vitorioso do duelo deste sábado.

A tensão chegou ao UFC São Paulo. Após uma hora de coletiva de imprensa, nesta quinta-feira, Vitor Belfort e Michael Bisping protagonizaram uma encarada agressiva diante das câmeras da imprensa. O clima ficou tenso quando Daniel Sarafian e CB Dollaway, que lutam no coevento principal, tocaram os rostos, com olhares ameaçadores e um sorriso sarcástico por parte do americano. Após serem separados pelo diretor Marshall Zelaznik, que conduzia o ritual, os dois foram chamados para repetir a encarada, e o brasileiro não escondia que estava transtornado com o momento. Logo em seguida, Vitor Belfort e Michael Bisping fizeram uma das encaradas mais agressivas dos últimos tempos.

Sabendo que o inglês costuma tocar a testa dos seus adversários com a sua, Vitor estendeu o braço, colocando o punho no rosto de Bisping, que afastou seu braço com um empurrão dizendo "não toque em mim". Vitor voltou a deixar o braço praticamente esticado, e Bisping o empurrou novamente. O diretor do UFC foi obrigado a intervir, e os lutadores passaram a trocar palavras provocativas.

Como esperado, a ironia de Bisping não poderia ficar fora da coletiva. Sempre sagaz em suas respostas, o lutador britânico mostrou que o fato de estar lutando na casa de Vitor Belfort não o deixou nem um pouco receoso. Bem humorado, ele disse que também espera incentivos a seu favor. Durante sua estada no país, Bisping afirmou ter recebido apoio de alguns poucos torcedores e conta com isso.

- A maioria dos fãs vai torcer pelo Vitor, mas nem todos. Estive passeando pelo shopping e recebi apoio de algumas pessoas. Então acho que vale a pena mencionar. Pelo menos três pessoas vão torcer por mim (risos) - brincou o britânico, que mostrou entusiasmo em lutar no Brasil.

- Este lugar é o lugar de nascimento do MMA e para mim é um prazer lutar aqui. Saber que terá algumas pessoas torcendo para mim é muito bom. Amo lutar e ser parte da organização. Estou ansioso para fazer uma grande luta. Essa é minha preocupação: vencer e fazer uma grande luta. Se Vitor me vencer, vou cumprimentá-lo, pois vai ter merecido - afirmou o britânico, que, com bom humor, fez piadas e cara de sono durante as respostas de seu oponente.

Vitor, como sempre, foi mais comedido e não quis fazer uso de ironias. O brasileiro voltou a ressaltar seu excelente momento fisíco e mental para o combate deste fim de semana. Seguro, ele foi contudente ao afirmar que tem certeza de que sairá do Ibirapuera com uma vitória.

- Meu condicionamento está excelente, mas o condicionamento mental está melhor ainda. Tenho a certeza da vitória. Não é arrogância, é confiança. Confio na equipe, nos meus treinadores, no trabalho que foi feito. Não interessa quanto a luta vai durar, fiz um combinado com minha equipe. Vou terminar todo meu treinamento dentro do vestiário. Vou lutar 25 minutos. Se eu terminar a luta antes, vou correr para o vestiario e terminar os 25 minutos lá. Para isso que treinei. Estou preparado para 25 minutos de intensidade - disse o peso-médio.

Belfort também aproveitou para dedicar à família toda a motivação para continuar lutando e ressaltou a paixão que tem pelo esporte.

- A próxima luta é sempre a mais importante. Agradeço a Deus todo dia por renovar as forças, a alegria e a felicidade no meu coração. Meus filhos e minha esposa gostam me acompanham com alegria e paixão. Não faço por dinheiro, mas faço porque eu amo - disse.

Bisping promete: ""Inglês vencerá o brasileiro""

Bisping também mostrou seu lado patriota e fez questão de reforçar suas origens e o orgulho de representar seu país. Ele espera ainda que a legião de fãs possa crescer com uma possível vitória sobre o brasileiro.

- Estou muito orgulhoso de representar meu país. Tenho orgulho de ter sangue inglês nas minhas veias. A Inglaterra tem tradição de lutas, principalmente com o boxe. Isso vai aumentar sábado de noite com um inglês vencendo um brasileiro, sem ofensa, cara - completou.

Fonte: sporttv.com