Bellucci salva match points e vence 1º jogo contra Índia

Bellucci salva match points e vence 1º jogo contra Índia

O jogo, acompanhado por um pequeno público presente, começou muito equilibrado.

O Brasil abriu com vitória sofrida o duelo contra a Índia pela repescagem do Grupo Mundial da Copa Davis. Nesta sexta-feira, em partida realizada na cidade de Chennai, Thomaz Bellucci resistiu ao rival local Rohan Bopanna e venceu o primeiro confronto da melhor de cinco por 3 sets a 2 - parciais de 6/7 (7-2), 7/6 (9-7), 7/5, 4/6 e 10/8.

Os dois, que jamais se enfrentaram no circuito da ATP, fizeram um confronto equilibrado, no qual o tenista paulista precisou superar seu cansaço e seus vários erros. Na teoria, mesmo jogando fora de casa, o brasileiro surgia como favorito, uma vez que ocupa o 27º lugar no ranking da ATP - Bopanna é apenas o número 479 na lista de simples.

O jogo, acompanhado por um pequeno público presente, começou muito equilibrado. Foram somente duas chances de quebra de serviço não aproveitadas pelo indiano. O set, empatado em 6/6, seguiu para a decisão no tie break, no qual Bopanna, jogando com mais consistência, fechou a parcial com folga: 7-2.

Na frente do placar, Bopanna embalou e começou o segundo pressionando Bellucci, que teve o saque quebrado logo no primeiro game; porém, reagiu logo em seguida, devolvendo a quebra. Bellucci teve a chance quando Bopanna sacou em 4/5, mas jogou a bola na rede. No 5/5, o brasileiro sacou mal e enfrentou um break point, desperdiçado pelo adversário. No tie break, Bopanna abriu 6-3, mas Bellucci reagiu de modo heróico, salvou match points e fechou o set por 9-7, empatando o jogo.

Bellucci aproveitou o momento e começou a terceira parcial quebrando o saque do indiano. Mais seguro e calmo, forçando menos as bolas, Bellucci manteve o jogo sob controle até o 5/4, quando sacou e teve uma bola alta, fácil, no meio da quadra, mas errou o swinging volley por alguns centímetros. O indiano então reagiu e quebrou o saque, empatando em 5/5 - mas, na hora de voltar a abrir a vantagem, Bopanna não manteve o nível e perdeu o saque. No 6/5, Bellucci jogou mais concentrado e, com segurança, fechou o set, virando o jogo.

Apesar da vantagem, o quarto set começou muito parelho. O jogo seguiu sem quebras ou ameaças aos sacadores até o nono game, quando Bopanna surpreendeu e, adotando uma postura agressiva, arriscou muito. Ele contou ainda com alguns erros de Bellucci, e aproveitou a primeira e única chance de quebra do set, levando o jogo para a parcial decisivo.

Mesmo começando a demonstrar bastante cansaço pelo calor, Bellucci não se abalou com a derrota no set anterior e começou a quinta parcial quebrando o saque do indiano. No entanto, Bopanna não se desconcentrou, reagiu e, mantendo um jogo intenso e agressivo (até surpreendente para a altura da partida), chegou ao 4/1.

Ali, Bopanna chegou a fazer 5/2 no sétimo game, mas Bellucci conseguiu salvar os três match points do tenista da casa e empatar o jogo em 5/5. Então, mesmo com um jogo equilibrado, o brasileiro quebrou o saque do rival no 17º game, fazendo 9/8 e sacando para fechar o jogo.

Cansado após a maratona de quatro horas e 28 minutos, Bellucci não resistiu à exaustão e caiu em quadra para comemorar. Mesmo assim, foi muito festejado pelo restante da equipe.

Após esta partida, o Brasil tenta construir sua volta ao Grupo Mundial no duelo desta sexta-feira entre Ricardo Mello e Somdev Devvarman. No sábado, acontece o esperado confronto de duplas, entre Mahesh Bhupathi/Leander Paes e Marcelo Melo/Bruno Soares.

Fonte: Terra