Bota e Vasco empatam clássico por 1 a 1

Bota e Vasco empatam clássico por 1 a 1

No primeiro tempo, Lúcio Flávio invadiu a área e foi derrubado dentro da área pelo zagueiro Cesinha

Em clássico disputado neste domingo no Engenhão, Botafogo e Vasco fizeram uma partida truncada e não saíram de um empate por 1 a 1 pelo Campeonato Brasileiro. Ernani abriu o placar para a equipe cruzmaltina em belo lance individual, mas Herrera empatou para os donos da casa cobrando pênalti. Os dois times criticaram a arbitragem, que teve decisões polêmicas em lances capitais da partida - a última de Carlos Eugênio Simon antes de seu embarque para apitar na Copa do Mundo da África do Sul.

No primeiro tempo, Lúcio Flávio invadiu a área e foi derrubado dentro da área pelo zagueiro Cesinha, mas Simon não anotou a penalidade a favor do Botafogo. Na segunda etapa, foi o Vasco quem reclamou: Jéferson recebeu de Elton e tocou na saída do goleiro, mas o assistente anulou o gol ao marcar falta no lance anterior.

O resultado levou o Botafogo à quinta colocação na tabela, com oito pontos ganhos. Já o time de São Januário é o 16º, uma posição acima da zona de rebaixamento, com cinco pontos.

A partida começou com as duas equipes mostrando disposição ofensiva. Logo aos 6min, Lúcio Flávio fez lançamento preciso para Herrera, que entrou na área e tentou desviar de Fernando Prass, mas mandou para fora. O Vasco deu a resposta no minuto seguinte, quando Nilton apareceu livre na pequena área e cabeceou para fora.

Os dois times seguiam jogando em velocidade, mas esbarravam na marcação. Aos 12min, Herrera ganhou da zaga e cabeceou com perigo para o gol de Fernando Prass. Aos 20min, o Vasco perdeu o volante Jumar, que sentiu um estiramento muscular após dividir uma bola no meio de campo.

Mesmo com a mudança, o time de Celso Roth manteve o ritmo ofensivo. Aos 26min, Jéferson fez boa jogada e mandou uma bomba que o goleiro Jefferson espalmou para escanteio. Um minuto depois, Philippe Coutinho foi derrubado, mas a bola sobrou para Ernani, que driblou Fábio Ferreira com muita facilidade e tocou na saída de Jefferson para marcar o primeiro gol.

O Botafogo chegou ao empate aos 35min, quando Simon marcou pênalti de Nilton, que caiu no chão e tocou a bola com o braço. Os vascaínos alegaram que a bola bateu no jogador, mas Simon manteve a marcação. Herrera cobrou com violência para empatar a partida.

O gol motivou a equipe da casa, que quase chegou ao empate aos 39min, quando Herrera recebeu pela esquerda e chutou forte, obrigando Fernando Prass a fazer uma boa defesa para evitar o segundo gol.

Motivado pelos gritos de Roth, o Vasco tentou acelerar o jogo. As melhores jogadas eram sempre criadas por Philippe Coutinho e Jéferson, com o auxílio de Ernani pela esquerda. O time começou o segundo tempo de forma mais agressiva e teve um gol anulado aos 5min: Simon marcou falta de Elton no momento em que o atacante fez o passe para Jéferson concluir para as redes.

O time visitante era mais organizado em campo. Para tentar modificar a situação, o técnico Joel Santana trocou o volante Túlio Souza pelo meia Edno. A mudança não fez o Botafogo subir de produção e o goleiro Jefferson quase entregou o segundo gol ao adversário, quando tentou driblar Philippe Coutinho dentro da área e por pouco não foi desarmado.

Insatisfeita com a produção de Caio no ataque, a torcida do Botafogo passou a pedir a entrada do atacante Alex. Aos 26min, Fernando Prass fez a sua primeira defesa no segundo tempo em chute forte de Edno da intermediária. Aos 29min, Edno cruzou pra o meio da área e Herrera se antecipou à zaga, mas o chute do atacante não levou perigo.

Aos 33min, Herrera recebeu na entrada da área e recuou para Edno mandar a bomba, que levou muito perigo para o gol de Fernando Prass. Pouco depois, foi a vez de Elder Granja fazer grande jogada individual. No entanto, o lateral chutou fraco e facilitou a defesa de Jefferson.

FICHA TÉCNICA

Botafogo 1 x 1 Vasco

Gols

Botafogo: Herrera, aos 35min do 1º tempo

Vasco: Ernani, aos 26min do 1º tempo

Ponto Forte do Botafogo

Meio de campo funcionou, com volantes marcando firme e Lúcio Flávio municiando os atacantes com bons passes

Ponto Forte do Vasco

Explorou bem o lado esquerdo do ataque com as subidas de Ernani, que foi premiado com um bonito gol

Ponto Fraco do Botafogo

Atuação apagada de Caio, que saiu vaiado pela torcida aos 30min do segundo tempo

Ponto Fraco do Vasco

Errou muitos passes no meio, desperdiçando várias oportunidades de ataque

Personagem do jogo

Ernani, que aproveitou a ausência do lesionado Ramon e se destacou pelo lado vascaíno

Lances polêmicos

- Pênalti não marcado em cima de Lúcio Flávio no primeiro tempo

- Gol anulado do Vasco na segunda etapa, quando o assistente marcou falta

Esquema Tático do Botafogo

3-5-2

Jefferson; Fahel, Antônio Carlos e Fábio Ferreira; Alessandro (Marcelo Cordeiro), Leandro Guerreiro, Túlio Souza (Edno), Lúcio Flávio e Somália; Caio (Renato Cajá) e Herrera. Técnico: Joel Santana

Esquema Tático do Vasco

4-4-2

Fernando Prass; Elder Granja, Cesinha (Titi), Dedé e Ernani; Rafael Carioca, Nilton, Jumar (Souza) e Jéferson (Magno); Philippe Coutinho e Elton. Técnico: Celso Roth

Cartões amarelos

Botafogo: Fahel

Vasco: Nilton, Jumar e Rafael Carioca

Árbitro

Carlos Eugênio Simon (RS)

Local

Estádio Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)

Público

16.368 pagantes

Renda

R$ 361.590,00

Fonte: Terra, www.terra.com.br