Bota reage, marca no fim e empata com Vasco

O resultado deixa o time de Joel Santana na quarta colocação do Campeonato Brasileiro

O Botafogo mostrou poder de reação no Engenhão mesmo quando o mando não é seu. A equipe alvinegra empatou por 2 a 2 com o Vasco nesta quarta-feira, após estar perdendo por 2 a 0. O gol que evitou a derrota foi marcado por Loco Abreu, aos 46min do segundo tempo, convertendo pênalti.

O resultado deixa o time de Joel Santana na quarta colocação do Campeonato Brasileiro, com 39 pontos. Já o Vasco está na 13ª posição, com 30 pontos.

O time cruzmaltino abriu o placar aos 13min, com Ramon, e Éder Luis ampliou aos 36min. no segundo tempo, Herrera iniciou a reação com gol aos 9min, e Loco Abreu deu números finais ao jogo.



O jogo

A partida começou com as duas equipes buscando o ataque, mas com o Botafogo tendo o domínio da posse de bola. No entanto, a primeira chance de gol foi do Vasco logo aos 3min. Éder Luís foi lançado e cruzou na área para Rafael Coelho. O atacante cruzmaltino errou na finalização e desperdiçou o que poderia ser a abertura do placar.

O lance acordou o Vasco, que passou a equilibrar o jogo e logo dominou as ações da partida. Os cruzmaltinos não demoraram para abrir o placar no Engenhão. Aos 13min, Zé Roberto roubou a bola no meio de campo e tocou para Ramon. O lateral-esquerdo arriscou de longe, a bola bateu na zaga alvinegra e enganou o goleiro Jefferson antes de entrar na rede.

Com o revés, o Botafogo foi obrigado a atacar mais. O técnico Joel Santana aproveitou que o zagueiro Antonio Carlos se lesionou e colocou o atacante Caio acabando com o esquema mais defensivo. Assim, os alvinegros voltaram a ter o domínio do jogo. Tanto que aos 24min, Maicosuel recebeu dentro da área, mas chutou por cima do gol de Fernando Prass perdendo a chance de empatar.

O Botafogo seguiu melhor em campo e teve outra chance aos 29min. Maicosuel recebeu dentro da área, passou pela marcação, mas chutou fraco para fácil defesa de Fernando Prass. No lance, o meia alvinegro sentiu a coxa e acabou forçando a segunda substituição do time ainda na etapa inicial. O atacante Herrera entrou em seu lugar.

Quando o Botafogo comandava as ações em campo, o Vasco conseguiu encaixar um contra-ataque e ampliou aos 36min. Eder Luis foi lançado pela esquerda, cortou a marcação para o meio e chutou cruzado sem chance para Jefferson. O gol foi semelhante ao primeiro, somente com a bola indo no canto oposto.

O segundo gol do Vasco enervou os botafoguenses em campo. Com isso, nos minutos finais, os cruzmaltinos voltaram a ser melhores e quase foram para o intervalo com mais um gol. Aos 44min Rafael Coelho foi lançado, mas finalizou para fora na saída de Jefferson na última boa chance da etapa inicial.

Atrás no placar, o Botafogo iniciou o segundo tempo tentando partir para cima do Vasco. Com isso, deixou espaço no setor defensivo e permitiu os cruzmaltinos a terem a primeira boa chance. Aos sete minutos, Carlos Alberto lançou Eder Luis, que cruzou para Fagner. O lateral direito chutou da entrada da área, mas a bola bateu na zaga alvinegra a saiu.

A resposta do Botafogo veio em grande estilo aos 9min. Em bola cruzada na áres do Vasco, o goleiro Fernando Prass saiu mal e deixou a bola para Herrera, que de cabeça encobriu o cruzmaltino para diminuir o marcador no Engenhão.

Após o gol, o Botafogo permaneceu pressionando o Vasco, mas sofreu um perda aos 18min. O atacante Herrera fez falta e reclamou com o árbitro, que deu o cartão amarelo ao argentino. Como o alvinegro já tinha um amarelo e acabou sendo expulso deixando a equipe com dez em campo. No minuto seguinte, o Vasco teve um gol anulado com Carlos Alberto, que estava em impedimento.

Com um a mais, o Vasco conseguiu equilibrar as ações e passou a criar chances aproveitando os espaços deixados pelo Botafogo. Aos 26min, Felipe tocou para Carlos Alberto dentro da área. O meia chutou para grande defesa de Jefferson, que impediu o terceiro gol cruzmaltino.

O Vasco, mesmo tendo a vantagem de ter um a mais, não conseguia armar bons lances de perigo ao gol do Botafogo. Já o time alvinegro até tentava o empate, mas esbarrava na dificuldade de estar com dez jogadores. No entanto, aos 39min, o lateral esquerdo Ramon sentiu lesão e saiu do jogo, deixando os dois times com o mesmo número de atletas.

Nos minutos fianis, o Botafogo foi com tudo para cima do Vasco e conseguiu o empate já nos acréscimos. O zagueiro Titi colocou a mão na bola dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o atacante Loco Abreu bateu com categoria para igualar o marcador e dar números finais no Engenhão.

FICHA TÉCNICA

Vasco 2 x 2 Botafogo

Gols

Vasco: Ramon, aos 13min, e Éder Luis, aos 36min do 1º tempo

Botafogo: Herrera, aos 9min do 2º tempo, e Loco Abreu, aos 46min

Ponto Forte do Vasco

Éder Luis comandou o ataque do Vasco, fez um gol e criou boas oportunidades.

Ponto Forte do Botafogo

Equipe mostrou poder de reação no segundo tempo e aproveitou as chances que teve.

Ponto Fraco do Vasco

Falhas individuais renderam ao Botafogo o empate.

Ponto Fraco do Botafogo

Deixou a marcação frágil no meio de campo, facilitando os contra-ataques do Vasco.

Personagem do jogo

Loco Abreu: fez o gol de empate do Botafogo.

Esquema Tático do Vasco

4-4-2

Fernando Prass; Fagner, Titi, Dedé e Ramon; Nilton, Rafael Carioca, Felipe Bastos e Zé Roberto (Felipe); Eder Luís (Nunes) e Rafael Coelho (Carlos Alberto). Técnico: Paulo César Gusmão

Esquema Tático do Botafogo

4-5-1

Jéfferson; Antônio Carlos (Caio), Danny Morais e Fábio Ferreira; Alessandro, Leandro Guerreiro, Fahel, Renato Cajá (Edno), Maicosuel (Herrera) e Somália; Loco Abreu. Técnico: Joel Santana

Cartões amarelos

Vasco: Zé Roberto, Felipe Bastos, Nunes, Titi e Ramon

Botafogo: Alessandro, Danny Morais e Loco Abreu

Cartão vermelho

Botafogo: Herrera

Árbitro

Felipe Gomes da Silva (RJ)

Local

Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Fonte: Terra, www.terra.com.br