Botafogo bate Santos por 2 a 1 e chega mais perto do líder Cruzeiro no Brasileiro

Botafogo bate Santos por 2 a 1 e chega mais perto do líder Cruzeiro no Brasileiro

Com o resultado, o Botafogo chega aos 42 pontos, quatro atrás do Cruzeiro, que no sábado venceu o Atlético-PR por 2 a 1

O Santos ficou mais de um ano sem perder jogando na Vila Belmiro, período em que disputou 29 jogos. Neste domingo, o jejum terminou diante de um clube determinado a buscar o título do Campeonato Brasileiro. Vice-líder, o Botafogo venceu por 2 a 1 na casa santista, alcançando o quatro triunfo consecutivo e mantendo a perseguição ao Cruzeiro, dono da primeira colocação.

Com o resultado, o Botafogo chega aos 42 pontos, quatro atrás do Cruzeiro, que no sábado venceu o Atlético-PR por 2 a 1. Agora, o foco é total no confronto direto contra o clube mineiro. Eles se enfrentam às 21h50 (de Brasília) da quarta-feira, no Mineirão, em Belo Horizonte. É a chance de os botafoguenses iniciarem o bote na primeira colocação.

​​O Santos, por sua vez, sofre a segunda derrota seguida no Campeonato Brasileiro e se mantém extremamente inconstante. Com 28 pontos, aparece na 9ª posição, sem conseguir lutar por vaga no G-4. O próximo rival será o Grêmio, na quarta-feira, às 19h30. O jogo será disputado na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Santos e Botafogo fizeram partida repleta de oportunidades de gol, com os goleiros inspirados principalmente no primeiro tempo. Mas foi o time carioca que conseguiu abrir o placar. Aos 38min, Júlio César cruzou da ponta esquerda, e Rafael Marques desviou; Aranha conseguiu fazer a defesa, mas deixou a bola fácil para Elias completar para as redes.

No segundo tempo, o Botafogo sufocou a tentativa de reação santista ao fazer o segundo gol ainda aos 11min. Hyuri, titular pela primeira vez, recebeu passe de Renato e cruzou para a área, onde Elias se adiantou a Edu Dracena para bater para o gol e marcar seu segundo na Vila Belmiro. O Santos não desistiu e, aos 21min, conseguiu diminuir o marcador.

O gol santista saiu em jogada de Cicinho, que rolou para Cícero bater firme e estufar as redes. O Botafogo soube se segurar e manter a vantagem. Mais do que isso: ainda assustou o Santos. Quase fez o terceiro gol aos 28min, quando Edílson cobrou falta com perfeição, mas a bola raspou na barreira e bateu no travessão de Aranha.

Fonte: Terra