Botafogo empata com Nova Iguaçu e se despede com melancolia do Carioca; veja!

Botafogo empata com Nova Iguaçu e se despede com melancolia do Carioca; veja!

O Alvinegro iniciou a partida indo para cima da equipe da Baixada Fluminense.

O Botafogo deixou claro no início da temporada que a prioridade era a Libertadores em 2014. Mas o empate por 1 a 1 neste sábado com o Nova Iguaçu, em Moça Bonita, que selou a eliminação precoce no Campeonato Carioca, não deixa de ter sido algo melancólico para o clube. Dependendo dos resultados deste domingo, o Alvinegro pode terminar a competição na 13ª colocação entre as 16 equipes participantes.

Fora do Estadual, o Botafogo agora focará exclusivamente na competição sul-americana onde, ao menos, é líder do Grupo 2, com sete pontos, e pode garantir a classificação antecipada já na próxima rodada, caso vença o Unión Española no Maracanã.

O Alvinegro iniciou a partida indo para cima da equipe da Baixada Fluminense. Com um trio ofensivo veloz, formado por Gegê, Cidinho e Zeballos, o time do técnico Eduardo Hungaro sufocava o Nova Iguaçu em seu campo de defesa.

Imprimindo o ritmo, o Glorioso começou a criar oportunidades de gols e passou a acumular chances perdidas. Aos 25, em boa jogada de Cidinho, que foi à linha de fundo e cruzou, Gegê, livre, cabeceou para fora. Aos 33, o volante Aírton perdeu boa chance após rebote, quando chutou por cima do gol. Logo em seguida, Dankler, após bate e rebate, chutou e Cidinho desviou de cabeça levando perigo. Um minuto depois, o lateral-direito Alex, em jogada individual, acertou um balaço no travessão.

Com tanta pressão, o gol parecia questão de tempo, mas num contra-ataque, o Botafogo acabou levando um duro golpe. Dieguinho fez uma boa triangulação com Rodrigo Almeida e chutou cruzado, no canto esquerdo de Renan, abrindo o placar para o Nova Iguaçu aos 36 minutos do primeiro tempo.

O gol desarticulou o Alvinegro que, desorganizado na saída para o ataque, deixou espaços na defesa e, por pouco não sofreu o 2 a 0, aos 40, quando Zambi saiu de frente para Renan, mas o goleiro alvinegro saiu bem e fez a defesa.

Na segunda etapa, o Botafogo foi para cima no intuito de correr atrás do prejuízo e, logo aos 11 minutos, Cidinho sofreu pênalti. Na cobrança, no minuto seguinte, Zeballos bateu bem e empatou o placar em Moça Bonita.

Empolgado, o time partiu para cima mas não tinha muita organização, fazendo com chegasse mais na forma do abafa e sem levar maiores perigos ao gol do goleiro Jefferson, do Nova Iguaçú.

Aos 38 minutos do segundo tempo, o Alvinegro teve a grande chance da virada quando Gegê cobrou escanteio da esquerda e encontrou Dankler, que cabeceou para baixo, a bola quicou e passou raspando o travessão.

O Botafogo terminou sua participação na Taça Guanabara com 17 pontos em 15 jogos disputados. Somando quatro vitórias, cinco empates e seis derrotas.


Botafogo empata e se despede de forma melancólica do Carioca

Botafogo empata e se despede de forma melancólica do Carioca

BOTAFOGO 1 X 1 NOVA IGUAÇU

Data: 22/3/2014 (sábado)

Local: Estádio de Moça Bonita, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Agnaldo Xavier Farias

Auxiliares: Wagner de Almeida Santos e Flávio Manoel da Silva

Cartões Amarelos: Dankler, Sidney e Gegê (BOT); Jorge Fellipe (NIG)

Cartões vermelhos: Dankler (BOT)

Gols: Dieguinho, aos 36 minutos do primeiro tempo (NIG); Zeballos, aos 12 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO

Renan; Alex, Dankler, André Bahia e Júnior César (Sidney); Airton, Fabiano, Dedé (Daniel), Cidinho (Yguinho) e Gegê; Zeballos

Técnico: Eduardo Hungaro

NOVA IGUAÇU

Jefferson; Belarmino, Rodrigo Almeida, Jorge Fellipe e Amarildo (Uallace); Paulo Henrique, Rodrigo César, Dieguinho e Geovani (Leônidas); Zambi e Erick Foca (Palagar)

Técnico: Carlos Vitor

Fonte: UOL