Bottinelli faz 2 e Flamengo vence de virada o Flu

Bottinelli faz 2 e Flamengo vence de virada o Flu

As duas equipes entraram em campo neste domingo com um importante desfalque no setor ofensivo cada, devido aos amistosos da Seleção Brasileira

Em um segundo tempo dramático, o Flamengo arrancou uma virada heroica diante do Fluminense e venceu o clássico por 3 a 2, no Engenhão, neste domingo. Com o resultado da partida válida pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Flamengo chega a 47 pontos e sobe para a quarta posição. Já o Fluminense estaciona nos 44 pontos e fica no sexto lugar na tabela. O grande destaque do jogo foi o argentino Bottinelli, que entrou na etapa final e marcou dois gols nos minutos finais que determinaram o triunfo do time rubro-negro.

As duas equipes entraram em campo neste domingo com um importante desfalque no setor ofensivo cada, devido aos amistosos da Seleção Brasileira. Se o time rubro-negro não contou com Ronaldinho, o clube tricolor não teve a presença de Fred.

Além disso, o Flamengo também sofreu com outras baixas significativas no meio de campo, já que os volantes Willians e Aírton, suspensos, não atuaram. Assim como o goleiro Felipe, que mesmo após treinar no último sábado, foi vetado pouco antes da partida. Já o Fluminense esteve desfalcado do zagueiro Gum.

As ausências nas duas equipes refletiram na etapa inicial, que foi bastante amarrado, com as duas equipes errando muitos passes e tendo dificuldades para atacar. No segundo tempo, o panorama mudou. Na primeira metade, o Fluminense foi melhor e conseguiu abrir o marcador com Rafael Sobis. Dessa forma, Luxemburgo fez três alterações que melhoraram o desempenho da equipe. Tanto que o time rubro-negro chegou ao empate com Thiago Neves.

Minutos depois, foi a vez de Abel Braga trocar três jogadores, ver seu time melhorar e voltar a ficar à frente, com um gol de Lanzini. No entanto, um inspirado Bottinelli, que fez parte do pacotão de alterações de Luxemburgo, marcou dois gols já nos instantes finais do duelo e definiu a vitória flamenguista.

Na próxima rodada do Brasileiro, o Flamengo receberá o Palmeiras, no Engenhão, às 21h50 (de Brasília) de quarta-feira. No dia seguinte, o Fluminense jogará contra o Coritiba, também no Engenhão, às 20h30.

Primeiro tempo: jogo truncado e com poucas chances claras

Apesar dos desfalques e da péssima situação do gramado devido às apresentações de Justin Bieber no estádio durante a semana, o clássico começou agitado e com os dois times mostrando disposição. Nos primeiros minutos, o clube mandante tinha mais posse de bola, enquanto a equipe tricolor apostava na descida de seus laterais.

Porém, mesmo com os dois times mostrando movimentação, a forte marcação impedia que ocorressem chances de gol no início do clássico e também causava um grande número de passes errados. Assim, a primeira oportunidade aconteceu aos 15min, com o Fluminense. Mariano cruzou da direita, Rafael Moura furou na finalização, mas a bola ainda sobrou com o próprio atacante que concluiu rasteiro à esquerda do alvo.

Com o passar do jogo, o clube rubro-negro seguia mais tempo com a bola nos pés, e trocava passes no campo de ataque, porém, sem velocidade e sentindo a ausência de Ronaldinho, não conseguia assustar a meta adversária. Já os comandados de Abel Braga levavam certo perigo em ataques rápidos.

No final da primeira etapa, o duelo passou a ficar mais aberto e com as duas equipes criando chances. Aos 35min, o Flamengo chegou com perigo pela primeira vez, quando Deivid recebeu ótimo lançamento de Renato Abreu, invadiu a área, bateu cruzado e Diego Cavalieri defendeu. Três minutos depois, o time tricolor respondeu: Marquinho finalizou forte da entrada da área e Paulo Victor espalmou para escanteio. No entanto, a agitação nos últimos minutos não foi o suficiente para evitar que o confronto fosse para o intervalo com o placar de 0 a 0. A igualdade no marcador, inclusive, refletiu exatamente o que foi o primeiro tempo.

Antes do término do primeiro tempo, o atacante Rafael Moura ficou com o lábio sangrando após uma dividida com Renato Abreu. Revoltado, o atacante reclamou com o árbitro, instantes depois, quando Felipe Gomes da Silva apitou para o final da primeira etapa. O acontecimento acabou dando trazendo reclamação e nervosismo e ao clássico, na ida para os vestiários.

Subsituições, muitos gols e emoção: Fla vira e vence no final

A polêmica parece ter mexido com o Fluminense, que voltou para a segunda etapa com muita disposição e se lançando ao campo de ataque. No primeiro minuto, Marquinho entrou na área pela direita, finalizou rasteiro e Paulo Victor fez a defesa. O time tricolor se arriscava mais, porém, assim como o Flamengo, seguia cometendo diversos erros, o que dificultava a criação de oportunidades de gol.

Com o tempo, aumentava o volume de jogo da equipe tricolor, que apostava em investidas rápidas, sobretudo pelos lados do campo, e se mostrava mais organizado do que o adversário. Nesse panorama, o Fluminense abriu o placar aos 15min. Com muita raça, Marquinho ganhou disputa com Diego Maurício na entrada da área. A bola sobrou para Leandro Euzébio que cruzou da direita e viu Rafael Sóbis, na segunda trave, completar de cabeça para as redes.

Após o Flamengo ficar atrás no marcador, Vanderlei Luxemburgo fez todas as três alterações na sequência. Entraram Negueba, Jael e Bottinelli, nas vagas de Diego Maurício, Deivid e Maldonado, respectivamente. Apesar das mudanças, o time tricolor seguiu superior na partida. No entanto, minutos depois, as mudanças do treinador do Flamengo surtiram efeito. Aos 23min, Negueba recebeu passe na área e bateu rasteiro. Thiago Neves desviou na pequena área e igualou o marcador.

Embalado com o empate, a equipe rubro-negra assumiu o controle do confronto e iniciou a pressão contra o Fluminense. Aos 25min, Bottinelli arriscou de longe e Diego Cavalieri espalmou para escanteio. Dois minutos depois, Thiago Neves fez boa jogada pela esquerda e arrematou cruzado para outra boa intervenção do goleiro adversário.

Dessa forma, foi a vez de Abel Braga promover três mudanças em sua equipe. Souza, Lanzini e Martinuccio entraram nos lugares de Diguinho, Deco e Rafael Sobis, respectivamente. E, assim como aconteceu com o Flamengo, a equipe tricolor melhorou no confronto. Assim, aos 35min, o Fluminense voltou a ficar à frente no placar. Souza fez boa jogada pela direita e Lanzini (que perdeu a vaga de titular para Deco), completou de cabeça para o fundo do gol.

Quando parecia que o Fluminense ficaria com a vitória, Bottinelli cobrou falta com perfeição, aos 41min, a bola bateu no travessão, nas costas de Diego Cavalieri e entrou. Três minutos depois, o Darío Bottinelli se consolidaria como o heroi do confronto, quando recebeu de Leo Moura e comletou no canto direito, definindo a vitória do Flamengo.

Revoltados com a marcação da falta que originou o gol da vitória do time mandante, Abel Braga reclamou com o árbitro e foi expulso de campos. Minutos depois, Souza também recebeu o cartão vermelho.

Fonte: Terra, www.terra.com.br