Brasil bate Paraguai e pode se classificar para próxima rodada

Com a liderança mantida e os 27 pontos na classificação, o time verde e amarelo confirma uma das quatro vagas

Diante da única equipe que tinha vantagem sobre o Brasil na Era Dunga, a Seleção obteve a vingança na noite desta quarta-feira e deu mais um importante passo rumo à Copa do Mundo de 2010. Com mais uma demonstração de apoio da torcida pernambucana, que colocou mais de 55 mil fanáticos no Estádio do Arruda, a equipe venceu o Paraguai por 2 a 1, de virada, e pode garantir presença no Mundial da África do Sul já na próxima rodada.





Com a liderança mantida e os 27 pontos na classificação, o time verde e amarelo confirma uma das quatro vagas diretas caso supere a Argentina no início de setembro, em Buenos Aires, e conte com uma combinação de resultados. Para se garantir na Copa com três rodadas de antecedência, é necessário que o Equador seja derrotado pela Colômbia fora de casa e que o lanterna Peru vença o Uruguai na condição de mandante.

Praticamente confirmado no próximo Mundial, o que garante os 100% nas edições realizadas, o time também afasta a fama de má anfitrião e pela primeira vez vence três jogos de forma consecutiva no atual torneio. De quebra, se vinga da derrota do primeiro turno (2 a 0, em Assunção), única nesta Eliminatória. Com o tropeço que conheceu em julho do ano passado, o Paraguai sustentava a fama de ser a única equipe com desempenho favorável na gestão Dunga. Os outros três times que venceram o Brasil (México, Portugal e Venezuela), já haviam sido batidos anteriormente.

Animada pelos mais de 55 mil torcedores que compareceram ao Arruda e demonstraram apoio durante toda a passagem da delegação pelo Recife, a Seleção esboçou uma pressão no início e criou duas chances em menos de 1min. No entanto, quem inaugurou o placar foi um velho conhecido da torcida nacional. Carrasco de Santos e Flamengo, Cabañas, que já havia balançado as redes em Assunção, bateu falta de longe e contou com o desvio de Elano para vencer Júlio César depois de dois jogos sem ser vazado.

A reação mandante demorou para vir, mas saiu ainda no primeiro tempo. Aos 40min, Daniel Alves levantou a bola na área e encontrou Robinho livre no segunda trave. De primeira, o jogador do Manchester City bateu com a perna esquerda e soltou o grito de gol da torcida pernambucana. Já na etapa final, logo aos 4min, Nilmar recebeu ótimo passe de Felipe Melo, tentou o toque de peito e parou na marcação rival. Na sobra, foi mais rápido e tocou para as redes.

Fonte: Terra, www.terra.com.br