Brasil mostra nervosismo e exagera em jogadas ríspidas em amistoso

Brasil mostra nervosismo e exagera em jogadas ríspidas em amistoso

Apesar de goleada, Luis Fabiano e Daniel Alves demonstram irritação

Mesmo goleando a fraca seleção da Tanzânia nesta segunda-feira (7), por 5 a 1, a seleção brasileira demonstrou nervosismo e irritação em lances banais no último amistoso antes de sua estreia na Copa do Mundo, contra a Coreia do Norte, no próximo dia 15.

Primeiro, Luis Fabiano se mostrou insatisfeito porque a bola não chegava ao seu pé, no primeiro tempo. Quando recebeu um lançamento, empurrou um jogador adversário que protegia a bola, já na linha de fundo, em uma jogada que estava perdida.

No entanto, o árbitro Mohammed Sseggonga, de Uganda, não viu agressão e nem cartão amarelo deu ao atacante brasileiro.

Já na segunda etapa, Daniel Alves foi desarmado, com um carrinho, por um rival. Irritado, deu um chute para provocar o jogador da Tanzânia, que pareceu não entender a reação do lateral brasileiro. Enquanto os dois levantavam, Daniel Alves olhou feio e empurrou levemente o adversário, que continuou sem entender.

No finalzinho da partida, Daniel Alves sofreu um carrinho e caiu no chão com o cotovelo duro para acertar o adversário. Novamente, contou com a boa vontade do árbitro, que ignorou o lance e não puniu o brasileiro.

O volante Felipe Melo, que deixou o campo no segundo tempo para dar lugar a Ramires, também distribuiu carrinhos e jogadas ríspidas, apesar de se desculpar com os jogadores da Tanzânia em alguns lances. Ele foi o único jogador da seleção que foi punido com um cartão amarelo - a partida não teve expulsões.

Além disso, o Brasil errou diversos passes, principalmente no começo da partida, quando o jogo ainda estava empatado.

Os atletas do time de Dunga também evitaram comemorar muito os gols, demonstrando que encaravam o amistoso apenas como um treino, ainda mais pela fragilidade do adversário.

Fonte: R7, www.r7.com