Brasil perde do Irã, elimina a Rússia, mas avança em 2º à semi da Liga

Os italianos devem confirmar a primeira posição do Grupo H em duelo nesta tarde de sexta-feira contra a Austrália.

Um dia depois de vencer com propriedade a Rússia, sua maior algoz nos últimos tempos, a seleção brasileira voltou a dar um grande desgosto para os atuais campeões olímpicos. Já classificado para a semifinal da Liga Mundial, o Brasil entrou em quadra mais leve nesta sexta-feira e, poupando dois titulares (Murilo e Sidão), perdeu para o Irã por 3 sets 1 (21/25, 19/25, 25/23 e 26/28), na Arena Nelson Mandela, em Florença, na Itália, e eliminou os russos, atuais campeões também da Liga. Se a queda dos principais favoritos ao título é uma boa notícia para os brasileiros, o revés para os iranianos gerou uma dor de cabeça, já que ao vencer apenas um set, os comandados do técnico Bernardinho ficaram com a segunda colocação do Grupo I, deixando o Irã em primeiro lugar. Por conta disso, provavelmente o Brasil terá de encarar a dona da casa, Itália, na semifinal deste sábado. Os italianos devem confirmar a primeira posição do Grupo H em duelo nesta tarde de sexta-feira contra a Austrália.

A semifinal envolvendo a seleção brasileira será neste sábado, às 12h30 (de Brasília). O jogo vai ter transmissão ao vivo do SporTV e cobertura em Tempo Real do GloboEsporte.com. O Irã, que pela primeira vez chega a uma semifinal da Liga Mundial, duela às 15h30 contra o segundo colocado do Grupo H, provavelmente os Estados Unidos.


Brasil perde do Irã, elimina a Rússia, mas avança em 2º lugar à semi da Liga

O jogo

Embalado pela vitória sobre os campeões olímpicos no dia anterior, a seleção não sentiu a falta de Murilo e Sidão no começo do jogo. Com Bruninho abusando das bolas de meio, Éder e Lucão comandaram a vitória parcial por 8 a 5 antes da primeira parada técnica. A pausa acabou sendo boa para os iranianos, que reagiram e foram para o segundo tempo técnico vencendo por 16/15.

Apesar da desvantagem no placar, a seleção brasileira era melhor e não demorou para retomar o controle do jogo. Numa sequência de Lucão no saque, o time comandado por Bernardinho abriu 19/16 e chegou a 20/18 dando a impressão de que venceria o primeiro set sem maiores dificuldades. Isso até Gholami passar pelo saque. A bomba do camisa 9 destruiu o passe brasileiro, e os iranianos anotaram quatro pontos seguidos para abrir 22/20. A seleção sentiu o golpe e não conseguiu impedir a vitória parcial do Irã por 25/21, num ataque pela entrada de rede do ponteiro Mirzajanpour.

A seleção brasileira não entrou com a mesma concentração na segunda parcial. Sempre correndo atrás do placar, o Brasil levou o set equilibrado até o décimo ponto. Sem usar os meios de rede com a mesma eficiência do set anterior, a equipe de Bernardinho permitiu que os iranianos tomassem conta do jogo. Com o ponteiro Mirzajanpour e o oposto Ghafour inspirados, o Irã impôs um volume de jogo muito maior e venceu a parcial até com certa facilidade por 25/21.


Brasil perde do Irã, elimina a Rússia, mas avança em 2º lugar à semi da Liga

A seleção brasileira cresceu no terceiro set. Apesar de ainda cometer um número grande de erros, os brasileiros melhoraram o passe e passaram a encaixar bons ataques. Quem cresceu em quadra foi Lucarelli. O ponteiro virou bolas em momentos importantes. Do outro lado, o Irã perdeu um pouco da confiança e errou bolas tranquilas. Mas o ritmo do Brasil estava muito irregular. Ora, o time lembrava aquele esquadrão que bateu com tanta propriedade os russos, ora lembrava a equipe que tanto sofreu para passar da fase de grupos desta Liga Mundial. Aproveitando isso, o oposto Ghafour disparava como o maior pontuador do jogo. Para vencer a parcial, a seleção brasileira melhorou o seu bloqueio e conseguiu parar três vezes o melhor jogador iraniano. E, apesar da irregularidade, o Brasil se recuperou na partida ao vencer o terceiro set por 25/23.

A missão dos comandados de Bernardinho era ganhar o quarto set para assegurar o primeiro lugar do Grupo I e, assim, enfrentar um adversário teoricamente mais fraco na semifinal deste sábado. O jogo continuava equilibrado, e a tarefa brasileira não era tão simples. Os iranianos acreditavam em todos os pontos, mas o levantador Rapha fazia um bom trabalho, distribuindo o jogo com qualidade para Lucarelli e Vissotto, os mais atuantes naquele momento. Porém, os asiáticos também estavam bem e não deixavam a seleção brasileira abrir boa vantagem. Era lá e cá. No momento decisivo do set, o Irã foi superior, errou menos e ainda viu o Brasil desperdiçar dois set points. Assim, acabou levando a parcial por 28/26 e o jogo por 3 sets a 1. É a primeira vez que a surpreendente seleção iraniana avança à semifinal da Liga Mundial, competição que ela disputa apenas pela segunda vez em sua história.

AS EQUIPES

Brasil - Bruninho, Wallace, Lucão, Éder, Lucas Lóh, Lucarelli e Mário Jr (líbero). Entraram: Vissotto e Rapha. Técnico: Bernardinho.

Irã - Marouflakrani, Ghaemi Farhad, Mousavi Mohammad, Gholami Adel, Ghafour Ami, Mirzajanpour e Zarif Farhad (líbero). Entraram: Tashakori, Armin, e Mahdavi Mehdi. Técnico: Slobodan Kovac

TABELA DE JOGOS DA FASE FINAL*

Grupo H

16/7 - Itália 3 x 0 Estados Unidos - 25/22, 25/21 e 26/24

17/7 - 15h30 - Estados Unidos 3 x 1 Austrália - 22/25, 25/18, 25/23 e 25/19

18/7 - 15h30 - Austrália x Itália

Grupo I

16/7 - Irã 2 x 3 Rússia - 25/18, 18/25, 21/25, 37/35 e 8/15

17/7 - Rússia 1 x 3Brasil - 26/24, 22/25, 25/23 e 25/22

18/7 - Brasil 1x 3 Irã - 21/25, 19/25, 25/23 e 26/28

Semifinais

19/7 - 12h30 - 1º H x Brasil

19/7 - 15h30 - Irã x 2ºH

Disputa do terceiro lugar

20/7 - 12h30 - perdedores das semifinais

Final

20/7 - 15h30 - vencedores das semifinais

Fonte: GloboEsporte