Brasil se perde com jovem italiana, mas reage e vence de virada

O Brasil, então, somou sua quinta vitória em sete jogos no torneio.

Paola Egonu tem 1,89m, é filha de imigrantes nigerianos e tem apenas 17 anos. A pouca idade, porém, faz crescer ainda mais seu ímpeto. Ao entrar em quadra nesta sexta-feira, a ponteira parecia imparável. Diante do ataque potente da rival, as brasileiras tinham trabalho e sofreram nos dois primeiros sets. Aos poucos, porém, a experiência pesou. Ao acertar a marcação, o Brasil contou com a evolução de Natália para virar o jogo e bater a Itália. Em 3 sets a 1, parciais 24/26, 25/22, 25/12 e 25/22, a seleção venceu a primeira partida da terceira semana do Grand Prix, em Ancara, na Turquia.

O Brasil, então, somou sua quinta vitória em sete jogos na competição. Com o triunfo, segue em quarto lugar, com 16 pontos, à frente da Holanda, com 12. EUA, com 18, lideram a tabela, com China e Rússia na cola, com 17. No Grand Prix, as cinco melhores seleções se classificam à fase final, na Tailândia, entre os dias 6 e 10 de julho. As donas da casa já estão garantidas.


A seleção volta à quadra neste sábado, contra a Bélgica, às 8h30. Depois, encerra a fase de classificação contra a Turquia, no domingo, às 11h30.

Egonu fez estrago na defesa brasileira e terminou o jogo com incríveis 26 pontos. Pelo Brasil, Natália superou um início ruim, cresceu com a equipe e fechou a partida com 17 pontos. Garay, com 13, e Fabiana, com 10, sendo sete de bloqueio, foram os outros destaques.

Jogo foi acirrado mas Brasil saiu com vitória (Crédito: Reprodução)
Jogo foi acirrado mas Brasil saiu com vitória (Crédito: Reprodução)
Jogo foi acirrado mas Brasil saiu com vitória (Crédito: Reprodução)
Jogo foi acirrado mas Brasil saiu com vitória (Crédito: Reprodução)
Fonte: Com informações do Globoesporte.com