Brasil supera número de medalhas de Atenas-2004

O verde-amarelo vem brilhando nestes Jogos Paraolímpicos de Pequim

N?o importa o local. Pode ser o gin?sio da Universidade de Pequim, o Cubo d??gua ou o Ninho do P?ssaro, o verde-amarelo vem brilhando nestes Jogos Paraol?mpicos de Pequim. E o resultado ? que neste domingo, o Brasil chegou ?s 35 medalhas, batendo seu recorde em Paraolimp?adas, que era de 33, obtido nos Jogos de Atenas. Os respons?veis pela marca foram o supercampe?o Andr? Brasil, ouro nos 50m livre, categoria S10, que fez dobradinha no p?dio com Phelipe Rodrigues, dono da medalha de prata. Agora, o Brasil tem 12 medalhas de ouro, nove de prata e 14 de bronze.

O show de Andr?, por?m, n?o se limitou apenas ? final. Na manh? (em Pequim), o super nadador brasileiro j? havia conseguido o recorde mundial da prova, que seria batido por ele novamente na final, quando cravou 23s61. A conquista ? a quarta de Andr? Brasil nestas Paraolimp?adas, ele que j? havia levado o ouro nos 100m borboleta e 100m livre, al?m da prata nos 200m medley.

A festa brasileira no Cubo d??gua teve ainda a terceira medalha paraol?mpica para Fabiana Sugimori, que ficou com o bronze. Nos 100m rasos, classe T46, Yohansson Nascimento garantiu a vaga na final com a segunda posi??o em sua bateria, ao fazer o tempo de 11s18. Por fim, Rildane Firmino terminou na sexta coloca??o nos 150m medley, classe SM4, e Adriano Lima chegou em quarto nos 400m livre, classe S6, com 4m48s32.

Se Andr? Brasil vem dominando no Cubo, no gin?sio da Universidade de Pequim quem j? faz hist?ria ? a dupla do Brasil no t?nis de mesa, classe C3, Welder Knaf e Luiz Algacir Silva. Na semifinal, Welder e Luiz Algacir eliminaram os favoritos ao ouro, os chineses Panfeng Feng e Ping Zhao por tr?s vit?rias contra duas dos advers?rios e nesta segunda-feira decidem o t?tulo contra os franceses Florian Merrien e Jean-Philippe Robin. Mais cedo, o Brasil foi eliminado nas quartas-de-final do torneio feminino, classe 6-10, com a derrota de Jane Karla Rodrigues e Carollina Maldonado para as francesas Thu Kamkasomphou e Audrey le Morvan por 3 a 0.

R?pido na ?gua e na mesinha, o Brasil mostrou que tamb?m ? veloz nas pistas do Ninho do P?ssaro. Dono do recorde mundial, Odair Santos terminou com a medalha de bronze nos 10.000m, categoria T12. O verde-amarelo do pa?s ficou na frente boa parte da prova, primeiro com Aur?lio Santos e depois com Odair, que s? deixou o posto faltando duas voltas para o fim, quando foi ultrapassado pelo queniano Henry Kiprono Kirwa (ouro) e pelo tunisiano Abderrahim Zhiou (prata).

Campe?o dos 100m e 200m rasos, classe T11 (defici?ncia visual total), Lucas Prado fez o tempo de 51s84, indo para a semifinal da categoria, ao lado de Daniel Silva, que fez 52s47 ap?s completar o percurso puxando seu guia pelo bra?o. No arremesso de peso, classes F35/36 teve Paulo Souza com a nona coloca??o, enquanto Edson Pinheiro ficou em sexto nos 200m rasos, categoria T38. Por fim, nos 800m rasos, classe T46, Emicarlos Souza e Jos? Carlos Alecrim foram eliminados na primeira rodada.

Brasil luta pelo bronze no futebol de 7

Se no t?nis de mesa, o Brasil conseguiu superar a favorita China, no futebol de 7, o pa?s n?o conseguiu suplantar a for?a da pot?ncia da categoria, a Ucr?nia. No campo de h?quei de grama de Pequim, a sele??o verde-amarela foi goleada pelos ucranianos por 6 a 0. Com a derrota, o Brasil vai disputar a medalha de bronze, contra os iranianos, na pr?xima ter?a-feira.

No basquete para cadeirantes, o Brasil voltou a amargar uma derrota em Pequim. A sele??o feminino perdeu a disputa pela nona posi??o para o M?xico por 54 a 44 e sai da competi??o sem vit?ria.

Fonte: Globo Esporte