Brasil vive Copa já à espera da lista de Dunga

Bom comportamento e relacionamento serão determinantes para técnico escolher quem vai à Copa

Lucas deverá ter contra a Venezuela, nesta quarta-feira, às 19h (horário de Brasília), em Campo Grande, pela última rodada das eliminatórias, uma das últimas chances de mostrar ao técnico Dunga de que poderá estar na Copa do Mundo da África do Sul.

Mas, apesar de aguardar a oportunidade, o volante do Liverpool acredita que não é apenas dentro de campo que os jogadores vão assegurar a vaga no Mundial. - Eu estou há um tempo na seleção, mas não joguei tantas partidas. Fora de campo também se ganha a vaga, com um pensamento coletivo e um bom comportamento. Estou respeitando a sequência de quem está jogando.

O Dunga está fazendo o melhor e estou esperando a minha oportunidade – afirmou. Reserva contra a Bolívia, Lucas deverá ocupar o lugar de Josué, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. No entanto, mesmo podendo atuar, o volante não se empolga e lembra que os oito meses que ainda restam para a Copa do Mundo poderão modificar bastante o grupo que será escolhido por Dunga.

- Acho que nós temos que ir passo a passo. Não podemos querer dar o passo maior que a perna. Sabemos que até maio muita coisa pode acontecer, como lesões ou os jogadores não estarem em um grande momento. Todo mundo fica ansioso. A disputa é grande. A seleção tem 50 ou 60 jogadores que podem estar na lista de 23 – acrescentou. A partida, aliás, será especial para Lucas.

O jogador nasceu em Dourados, interior do Mato Grosso do Sul, e terá a presença de toda a família nas arquibancadas. - Não imaginava voltar para minha terra com a seleção brasileira. Os familiares já estão aqui. Veio todo mundo de Dourados. Eles estão ansiosos para assistir à seleção – completou.

Fonte: Globo Esporte