Brasileirão: Rodada com torcedores deprimidos e eufóricos, por seu clube ou pelos times rivais

Brasileirão: Rodada com torcedores deprimidos e eufóricos, por seu clube ou pelos times rivais

Vasco e Fluminense brigam para não caírem para série B

Seis times se acotovelam contra o rebaixamento. Outros quatro alimentam esperanças com o G-3. E o Brasileirão chega a sua última rodada com muito a ser definido.

É bem verdade que o campeonato já tem campeão, já tem dois rebaixados, já tem dois times garantidos na Libertadores, mas não deixa de ter a agonia daqueles que frequentam a parte inferior da tabela e a confiança daqueles que habitam o bloco superior.

Neste domingo, haverá torcedores deprimidos e eufóricos, por seu time ou pelos rivais, e isso já basta para movimentar os últimos jogos da principal competição do país.

A luta contra o rebaixamento é particularmente interessante. Do sexteto ameaçado, quatro já foram campeões brasileiros: Fluminense, Vasco, Coritiba e Inter.

A eles, somam-se Criciúma e Portuguesa, mas a queda da Lusa só seria possível com uma revolução cósmica - a conjunção de cinco resultados mais a retirada de uma diferença de 11 gols de saldo. Impossível.

Destaque para o drama dos cariocas. Flu e Vasco não conseguirão se salvar juntos. É certo que pelo menos um deles cairá. O Tricolor tem situação pior na tabela, mas joga contra uma equipe já relaxada, o Bahia, sem riscos de queda, ao passo que o Cruz-Maltino está melhor colocado, mas encara um oponente que busca a vitória para ir à Libertadores - o Atlético-PR.

No apagar das luzes da 37ª rodada, um gol salvador no fim deu a vitória sobre o Cruzeiro e livrou o Bahia de precisar jogar a partida de sua vida contra o Tricolor carioca para se manter na Série A. Mas nem por isso o Fluminense terá moleza para escapar da degola.

Durante a semana, tanto torcedores quanto a diretoria só falam em vencer de qualquer forma a partida, que terá casa cheia. E é bom o clube das Laranjeiras tomar cuidado.Após ter voltado da Série B, o Bahia já foi carrasco em um rebaixamento, e na última rodada: em 2011, derrotou o Ceará e o mandou para a Série B.

Para piorar, Fernandão, de malas prontas para o futebol turco, se despede da torcida e promete boa atuação. O que faz o Fluminense ter de se armar bem na defesa e no ataque. Não há outro resultado que interesse senão a vitória.

Em 18º, com 43 pontos, chegará a 46 e vai precisar de tropeços de dois de três que ainda brigam para não cair - Vasco, Coritiba e Criciúma. Fora isso, o goleiro Marcelo Lomba sonha viver mais um dia de muralha.

Torcedor do Vasco na infância e cria da base do Flamengo, disse que quer manter a dignidade do campeonato. O prenúncio é de sofrimento até o minuto final para a torcida do Tricolor carioca.

Atlético-PR e Vaso tem tudo para ser o jogo mais emocionante da última rodada do Brasileirão. Os dois clubes representam a disputa acirrada pela parte de cima e de baixo da tabela.

Ainda punido com o mando de campo, o Furacão enfrentará o Vasco na Arena Joinville tentando se refazer da derrota para o Flamengo na final da Copa do Brasil.

Obter a vaga para a Libertadores virou questão de honra. Em terceiro lugar, com 61 pontos, precisa reagir diante da sequência negativa: conseguiu apenas duas vitórias nos últimos oito jogos.

Fonte: Jornal Meio Norte