Brasileiro "Pitbull" perde no UFC

Dominado durante todo o combate, o brasileiro Thiago Alves, conhecido como "Pitbull", perdeu

Dominado durante todo o combate, o brasileiro Thiago Alves, conhecido como "Pitbull", perdeu por decisão unânime dos juízes para o canadense Georges St-Pierre a disputa pelo cinturão do peso meio-médio na 100ª edição do Ultimate Fighting Championship (UFC), na madrugada deste domingo, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Sr-Pierre conseguiu realizar com perfeição sua estratégia de levar a luta de vale tudo para o chão, onde tem mais habilidade, e só não teve o domínio total do quarto round, quando o brasileiro conseguiu equilibrar.

Thiago Alves agora soma 16 vitórias e quatro derrotas no vale tudo. Já St-Pierre, considerado o melhor lutador peso por peso do UFC ao lado de Anderson Silva, tem 19 vitórias e duas derrotas na modalidade e é campeão do meio-médio desde dezembro de 2007.

Com a derrota de Pitbull, o Brasil segue com dois dos cinco cinturões do UFC. Anderson Silva é o atual campeão do peso médio e Lyoto Machida, ovacionado em Las Vegas durante a luta, defende o título do meio-pesado.

No primeiro round, o canadense conseguiu o que queria logo no primeiro minuto e levou a luta para o chão. Pitbull passou por apuros, mas conseguiu evitar a tentativa de imobilização de St-Pierre e se levantou antes de o round chegar à metade. Em pé, o canadense seguiu acertando os melhores golpes e claramente levou a melhor na pontuação.

No segundo round, St-Pierre conseguiu ficar mais tempo montado no brasileiro e castigou o oponente com sequencia de socos e cotoveladas. Com o nariz sangrando, Pitbull só conseguiu ficar em pé nos últimos segundos, depois de ficar perto de ser nocauteado por diversas vezes.

St-Pierre voltou a levar a luta para o chão depois de um minuto e meio sem muita ação do terceiro round. Assim como no primeiro, Thiago Alves se defendeu bem, voltou a ficar em pé, mas pouco fez. Pior. St-Pierre acertou um direto, montou sobre o brasileiro e por pouco não conseguiu o nocaute.

Sem outra opção a não ser atacar o canadense, Pitbull voltou mais agressivo, mas logo sofreu nova queda. Porém, o brasileiro conseguiu inverter a posição, castigou St-Pierre e pela primeira vez equilibrou a luta. No final, Thiago Alves se livrou de uma tentativa de imobilização.

Em desvantagem na contagem e com apenas um round para o final, só o nocaute salvaria o brasileiro. Mas a luta seguiu sem mudanças, com St-Pierre com domínio das ações só à espera do final. A vitória foi confirmada em decisão unânime dos juízes, com as seguintes pontuações: 50/45, 50/45 e 50/44.

Policial perde

Soldado do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) do Distrito Federal, Paulo Thiago foi derrotado pelo americano Jon Fitch em luta válida pelo peso meio-médio. Fitch venceu por decisão unânime dos juízes (29/28, 28/28 e 30/37).

O brasileiro agora tem uma vitória, contra o americano Jos Koscheck, e uma derrota no UFC. No vale tudo, o cartel é de 11 vitórias e apenas uma derrota.

Demais lutas

O americano Brock Lesnar manteve o cinturão do peso pesado ao nocautear o compatriota Frank Mir no segundo round. O campeão castigou o oponente desde o início com socos na cabeça e devolveu a derrota sofrida em 2008. Lesnar tem quatro vitórias e uma derrota no vale tudo.

Já outro americano, Dan Henderson, nocauteou o britânico Michael Bisping também no segundo round em luta válida pelo peso médio. Em sua estreia no UFC, o japonês Yoshihiro Akiyama derrotou, em decisão dividida dos juízes, o americano Alan Belcher na primeira luta do card principal.

Fonte: Terra, www.terra.com.br