Brawn prejudica Rubinho, Webber vence, e Massa faz o primeiro pódio do ano na F-1

Depois de ser punido por um toque no carro de Rubinho, na largada, o piloto da RBR se recuperou e venceu o GP da Alemanha

Um erro na troca de mangueiras de abastecimento custou caro a Rubens Barrichello. O piloto da Brawn GP liderou da primeira à 32ª das 60 voltas, mas teve seu sonho de conquistar a 100ª vitória do Brasil na Fórmula 1 comprometido. Dono da pole position, Mark Webber aproveitou.

Depois de ser punido por um toque no carro de Rubinho, na largada, o piloto da RBR se recuperou e venceu o GP da Alemanha, sua primeira vitória em 132 GPs, recorde da categoria. Para o Brasil, a alegria ficou por conta de Felipe Massa, que cruzou a linha de chegada em terceiro, atrás de Sebastian Vettel, garantindo seu primeiro pódio do ano. Rubinho foi sexto.

Era de Rubinho o recorde do piloto que tinha levado mais tempo para vencer a primeira corrida. O brasileiro teve de esperar 124 provas até triunfar pela primeira vez. Neste domingo, tentava quebrar um jejum de cinco anos. A última vez que ele tinha vencido uma corrida fora em 2004, no GP da China. O brasileiro, que tinha prometido dançar ?moonwalk? - os famosos passos para trás de Michael Jackson - caso subisse ao pódio, teve de adiar a homenagem.

Webber força manobra, mas Rubinho rouba a ponta na largada

Os três brasileiros largaram entre os dez primeiros. Timo Glock, punido por atrapalhar Fernando Alonso na véspera, estava em 19, mas largou em 20º, direto dos boxes da Toyota.

Rubinho saiu da primeira fila, atrás de Webber, mas tomou a ponta logo na largada. O australiano forçou uma manobra, chegando a tocar no carro do brasileiro e recebeu punição: teve de passar pelo pit stop. Massa pulou da oitava para a quarta colocação e viu Lewis Hamilton, quinto do grid, sair da pista na primeira curva. Com problemas na suspensão traseira, passou nos boxes.

Barrichello foi para os boxes na 14ª volta, e Webber também, para cumprir a punição. O australiano voltou à pista na liderança, seguido por Massa e Rubinho, mas a perdeu na 19ª, quando foi para o pit stop. A dobradinha brasileira na Alemanha se manteve até a 25º, na parada de Massa.

Adrian Sutil, empolgado com as primeiras colocações, foi para o pit spot e, na volta, tocou em Kimi Raikkonen, quebrando sua asa dianteira.

Problemas na troca de mangueiras prejudicam Rubinho

Massa só conseguiu a sexta colocação no retorno à pista. Rubinho voltou a parar na 32ª volta. A Brawn teve problemas no abastecimento, o piloto ficou 11 segundos nos boxes e perdeu quatro posições. A liderança, naquela altura, estava com Webber.

Rubinho chegou à segunda colocação, mas teve de parar para seu terceiro pit stop, na 50ª volta. Apesar de estar uma posição à frente de Button, foi orientado a parar primeiro. Dessa vez, porém, a Brawn caprichou: 5s8. Mas era tarde. Voltou em quinto, terminou em sexto, e teve de adiar a homenagem a Michael Jackson.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com