Button faz a pole em Mônaco; Rubinho sai em 3º e Massa em 5º

Esta é a quarta pole do inglês, que lidera com 14 pontos de vantagem para Rubens Barrichello

Com uma volta rápida à la Senna, Jenson Button marcou a pole position do GP de Mônaco, que será disputado neste domingo. O inglês da Brawn GP não figurava entre os cinco primeiros antes da última tentativa, mas acertou as três parciais e superou o tempo de Kimi Raikkonen por 25 milésimos. O finlandês da Ferrari sai em segundo, sua melhor posição de largada na temporada 2009.

Esta é a quarta pole do inglês, que lidera o campeonato com 14 pontos de vantagem para Rubens Barrichello, seu companheiro na Brawn GP. O brasileiro sai na terceira posição, após ficar 175 milésimos atrás de Button no treino classificatório. Sebastian Vettel, da RBR, marcou o quarto melhor tempo no grid de largada da corrida deste domingo.

Felipe Massa, da Ferrari, marcou o quinto tempo, mas foi superado por Kimi Raikkonen, seu companheiro de equipe. Nico Rosberg, da Williams, melhor nos treinos livres de quinta-feira, sai na sexta posição, à frente de Heikki Kovalainen, da McLaren. Mark Webber, da RBR, larga em oitavo neste domingo.

Fernando Alonso, da Renault, avançou à superpole após marcar o melhor tempo no último treino livre, mas vai largar apenas em nono lugar. Kazuki Nakajima, da Williams, pela primeira vez na superpole nesta temporada, completa a lista dos dez primeiros colocados no grid de largada do GP de Mônaco.

Hamilton provoca bandeira vermelha no Q1 e sai apenas em 16º

Logo no início da primeira parte do treino (Q1), Felipe Massa errou na segunda perna dos S da Piscina e bateu de leve no guard rail interno. O brasileiro teve apenas o bico de sua Ferrari levemente danificado e conseguiu voltar aos boxes sem problemas. A equipe trocou a peça e ele conseguiu a classificação para a segunda parte (Q2).

Com pouco menos de nove minutos para o fim do Q1, Lewis Hamilton exagerou na entrada da curva Mirabeau, uma das mais lentas da Fórmula 1. A McLaren do inglês saiu de traseira e bateu com a roda esquerda na barreira de pneus colocada à frente do guard rail. A bandeira vermelha foi mostrada, o treino foi interrompido e o atual campeão da Fórmula 1 ficou impossibilitado de voltar à pista e só vai largar na 16ª posição.

O Q2 também teve alguns incidentes. Com pouco mais de sete minutos para o fim, Nelsinho Piquet vinha em uma volta rápida, mas errou na Anthony Noghes, última curva do circuito e ficou atravessado na pista. No entanto, os fiscais foram rápidos e conseguiram tirar a Renault do brasileiro da posição perigosa. No entanto, ele ficou fora da superpole e vai largar apenas em 12º lugar.

As decepções do treino foram os desempenhos de Toyota e BMW Sauber, que dominaram as duas últimas filas do grid de largada em Mônaco. Heidfeld e Kubica saem na penúltima, enquanto Trulli e Glock fecham a lista de pilotos para a corrida nas ruas de Monte Carlo. A equipe japonesa, que vinha sempre entre as primeiras, começa a demonstrar uma certa decadência na temporada.

Fonte: Globo Esporte