Cada gol do atleta Pato custa quase R$ 1 milhão ao São Paulo

Cada gol do atleta Pato custa quase R$ 1 milhão ao São Paulo

Pato assinou contrato com o São Paulo em 14 de fevereiro deste ano

Alexandre Pato definitivamente não é um bom negócio para o São Paulo, nem em campo nem fora dele. Em cinco meses e meio de vínculo, cada gol do atacante, titular nesta quarta-feira contra o Bragantino, pela Copa do Brasil, custou aos cofres do clube a bagatela de quase R$ 1 milhão.

A conta é fácil. A agremiação gasta R$ 510 mil por mês com o jogador (R$ 400 mil de salário e outros R$ 110 mil referentes aos 27,5% de Imposto de Renda), quantia que multiplicada por cinco meses e meio resulta em R$ 2.805.000,00.

Este total dividido pelo número de tentos do atleta com a camisa tricolor, apenas três em 15 partidas, válidas por Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro, dá R$ 935 mil por cada bola sua nas redes.

Pato assinou contrato com o São Paulo em 14 de fevereiro deste ano e estreou no dia 12 de março, na vitória por 1 a 0 sobre o CSA-AL, pela mesma Copa do Brasil. Seu primeiro gol foi contra o rival alagoano, no dia 9 de abril, nos 3 a 0 da volta.

Depois, ele balançou as redes também no empate em 2 a 2 com o Coritiba, no Pacaembu, dia 3 de maio, e na goleada por 5 a 2 sofrida para o Fluminense, dia 21 de maio, ambos pelo Campeonato Brasileiro.

Em média, Pato faz um gol pelo São Paulo a cada 344,6 minutos, ou seja, precisa de quase quatro jogos inteiros (360 minutos) para tal. E é ele quem será a principal esperança de gol da equipe esta noite no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, a partir das 22h.

Já sem Luis Fabiano, que segue se recuperando de lesão muscular na coxa direita, Muricy Ramalho também perdeu para o confronto os atacantes Osvaldo, por pancada no lado direito do quadril, e Alan Kardec, que não pode atuar por já ter defendido outro clube na competição (o Palmeiras). Daí a volta do ex-corintiano ao time titular.

Questionado sobre o companheiro na entrevsta coletiva de terça-feira, após o treino, o lateral esquerdo uruguaio Álvaro Pereira o defendeu: "Ele demonstra raça da maneira dele." Desde o fim da pausa no futebol nacional para a Copa do Mundo, Pato jogou 66 minutos - nove contra o Bahia, 13 contra a Chapecoense e 45 contra o Goiás.

Muricy também não terá Kaká para o jogo no interior paulista, válido pela ida da terceira fase da disputa nacional. O meia, que já poderia ser poupado, acabou vetado pelo departamento médico por conta de pancada na panturrilha direita sofrida no último domingo.

O zagueiro Antônio Carlos segue cuidando das dores na panturrilha esquerda que o tiraram do jogo contra o Goiás, com isso, Rafael Tolói continuará como titular, mas muito provavelmente ao lado de Paulo Miranda, recuperado de estiramento muscular, e não de Lucão, que jogou domingo.

No Bragantino, a novidade é o técnico Paulo César Gusmão, mais conhecido como PC Gusmão, que foi anunciado como substituto de Mazola Júnior, demitido em função da fraquíssima campanha na Série B do Campeonato Brasileiro. O time do interior paulista ocupa a penúltima colocação, com apenas dez pontos em 12 rodadas (seis derrotas, quatro empates e duas vitórias).

FICHA TÉCNICA:

BRAGANTINO X SÃO PAULO

Local: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)

Data: 30 de julho de 2014, quarta-feira

Horário: 22 horas (de Brasília)

Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)

Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Fábio Rogério Baesteiro (SP)

BRAGANTINO: Renan; Geandro, Yago e Tobi; Alexandre, Francesco, Fabiano e Magno Cruz; Antônio Flávio, Cesinha e Nunes

Técnico: PC Gusmão

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Paulo Miranda, Rafael Toloi e Álvaro Pereira; Rodrigo Caio, Souza, Maicon e Ganso; Ademilson e Alexandre Pato

Técnico: Muricy Ramalho

Fonte: ESPN