Camisa da África do Sul contra o Brasil terá número de cela de Mandela

O jogo será quarta-feira entre a seleção brasileira e África do Sul

O jogo desta quarta-feira entre a seleção brasileira e África do Sul será a primeira partida da equipe local após a morte de Nelson Mandela. Em homenagem ao ex-presidente e maior ídolo do país, os sul-africanos entrarão em campo com o número da cela onde ele ficou por mais tempo preso, na prisão Robben Island, que ficava numa ilha próxima a Cidade do Cabo.

O 466/64 será estampado na camisa da África do Sul. O número virou uma marca no país por representar a identificação do líder do país durante os anos de prisão. 466 foi a cela com área de 2,5 por 2,1 metros que Mandela esteve detido, desde 1964.

O ex-presidente foi preso por ser um dos lideres contra o Apartheid, regime de segregação racial, que foi oficializado em 1948 na África do Sul e negava aos negros (maioria da população), mestiços e asiáticos (uma expressiva colônia de imigrantes) direitos políticos, sociais e econômicos. Após deixar a prisão depois de 27 anos, Mandela eleito presidente da África do Sul em 1994. Ficou no cargo por cinco anos e não quis se reeleger.

Em dezembro, o líder sul-africano morreu aos 95 anos. Seu nome é onipresente no país, com homenagens que vão de rua, prédios, passando por estádios e até centros comerciais.

Fonte: UOL