Campeão olímpico congela esperma com medo de zika nas Olimpíadas

O atleta assim como outros estão com medo da doença no país.

O atleta e campeão olímpico no salto em distância Greg Rutherford decidiu tomar uma atitude um tanto quanto inusitada. Ele congelou o seu esperma antes de embarcar para as olimpíadas do Rio de Janeiro onde vai atrás da sua segunda medalha olímpica.  O motivo desse congelamento é o medo de pegar zika vírus no Brasil. Inclusive esse medo assombra a maioria dos esportistas que virão para o país.

Foi a mulher dele, Susie Verrill, que afirmou que o marido tem pensado em ter mais filhos e decidiu se prevenir para não correr riscos, por isso congelou o sêmen. Nem a mulher nem o filho do casal, o pequeno Milo, vão viajar ao país.

“Posso confirmar que, no entanto, que o nosso filho e eu veremos os Jogos de casa. Não no Rio, não em um estádio lotado. Será no Reino Unido, na nossa sala de estar, na TV. Rutherford gostaria de ter a sua família com ele, e onde ele possa nos levar. Olhando adiante para os Jogos no Rio, há um ano, eu comecei a procurar um alojamento para o meu filho e encontrei menos resultados do que esperava. Todos os hotéis decentes estavam cheios. Olhamos para os custos da organização da viagens. Ele vai se lembrar do tempo que alguém gastou 6 mil libras nos voos para o Rio, e os dois dias que iam e vinham do estádio sem o carrinho com uma criança de 2 anos? Não, nunca”, escreveu.

 Greg Rutherford (Crédito: Reprodução)
Greg Rutherford (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Extra