Campeonato Brasileiro 2010: Corinthians vence Santos de Neymar por 3 a 2 e se isola na liderança

Campeonato Brasileiro 2010: Corinthians vence Santos de Neymar por 3 a 2 e se isola na liderança

Com o resultado, o time da capital paulista chegou a 47 pontos, três a mais que o Cruzeiro e cinco à frente do Flu

Barrado por Dorival Júnior na terça e confirmado no time titular do Santos nesta quarta-feira, após a polêmica demissão do treinador, Neymar não conseguiu brilhar no clássico com o Corinthians, na Vila Belmiro. A equipe de Adilson Batista marcou bem o jovem santista e marcou três vezes, com Iarley, Elias e Paulo André, para vencer por 3 a 2 e ficar tranquila na liderança do Campeonato Brasileiro. Durval e o próprio Neymar descontaram para os donos da casa.

Com o resultado, o time da capital paulista chegou a 47 pontos, três a mais que o Cruzeiro e cinco à frente do Fluminense - que ainda enfrenta o Atlético-MG nesta quinta. Já o Santos parou nos 35, ficando 12 pontos atrás do rival na briga pelo título brasileiro.

Concentrando todos os holofotes antes da partida, Neymar levou perigo à meta corintiana logo no primeiro minuto. O atacante dominou pela esquerda, balançou na frente da marcação e cruzou rasteiro; Danilo furou o chute e perdeu grande oportunidade.

O Santos não saiu do campo de ataque nos primeiros minutos e balançou as redes logo aos 2min, em uma falha de marcação da equipe visitante. Após escanteio cobrado da direita, Durval dominou sozinho dentro da área e teve todo o tempo para ajeitar o corpo e chutar forte de pé esquerdo, sem chances para Júlio César.

Mesmo após sair ganhando, a equipe da casa não mudou sua postura e continuou pressionando o adversário no campo de ataque. O Corinthians aproveitou e encontrou espaços no contra-ataque para empatar o jogo aos 9min. Jucilei fez ótima jogada pelo meio, limpou a marcação e encontrou Iarley dentro da área; o atacante bateu na saída de Rafael e deixou tudo igual.

Com um gol para cada lado, a partida ficou equilibrada. O Santos mantinha a posse de bola e buscava atacar o tempo todo, mas o Corinthians marcava bem no meio, com Jucilei e Boquita protegendo a defesa e uma linha de três jogadores mais à frente: Bruno César, Elias e Jorge Henrique. As principais jogadas dos anfitriões eram pela esquerda, com Léo e Neymar.

Aos 16min, Marcel teve chance de cabecear, mas Júlio César segurou firme. Dois minutos depois, foi a vez de Iarley chutar da entrada da área, para fora. A equipe corintiana seguiu apostando nos contragolpes, e Bruno César teve oportunidade clara aos 24min: ele recebeu em profundidade, ganhou dividida de Arouca e, cara a cara, com Rafael, foi desarmado pelo goleiro ao tentar o drible.

O erro do camisa 10 corintiano foi punido três minutos depois. O Santos chegou ao segundo gol com a arma que o rival vinha usando: o contra-ataque. Marcel escapou pela direita e bateu cruzado; Júlio César soltou a bola para o meio da área e Neymar apareceu para completar no rebote.

Embalado, o time da casa quase ampliou a vantagem aos 32min. Neymar tocou para Marcel na área, mas o centroavante não conseguiu o domínio; na sequência, Danilo chutou para grande defesa de Júlio César.

Antes do intervalo, o Corinthians voltou a equilibrar as ações e conseguiu empatar, após grande jogada de Bruno César. O meia, que atuou em uma função mais aberta pela direita, dominou bola longa, conduziu e deu ótimo passe para Elias, que invadiu a área e chutou no canto esquerdo de Rafael.

O Santos voltou mais ligado para o segundo tempo e passou a dominar as ações, com Neymar crescendo na partida. Do outro lado, figuras de destaque da primeira etapa, como Elias e Bruno César, caíram de produção e deixaram a equipe do Parque São Jorge sem criação.

Aos 12min, os anfitriões perderam chance incrível. Marcel bateu falta com força e Júlio César rebateu; na sobra, Neymar dominou e teve o gol à sua frente, mas parou em grande defesa do camisa 1 corintiano; depois, Marquinhos emendou e acertou o próprio Neymar. A bola bateu na mão de William na sequência e os santistas ficaram pedindo pênalti.

Logo os dois técnicos começaram a fazer alterações. No Santos, o interino Marcelo Martelote sacou Alex Sandro, que fazia partida apagada do lado esquerdo do meio de campo, e colocou a revelação Alan Patrick. No Corinthians, Adilson Batista trocou Bruno César, anônimo no segundo tempo, por Danilo.

A virada corintiana não demorou a acontecer. Jorge Henrique cruzou da esquerda e encontrou Danilo, em posição irregular, livre na direita da área. O camisa 11 ajeitou para a segunda trave, onde Paulo André, sozinho, só precisou desviar de cabeça para as redes. O Santos respondeu com sua última alteração: Madson no lugar de Marquinhos.

O Corinthians buscou diminuir o ritmo da partida nos minutos finais, administrando a vantagem. Mesmo tentando impor velocidade, o Santos não conseguiu marcar pela terceira vez - houve até um gol anulado de Madson - e o time teve que presenciar a festa do rival na Vila Belmiro.

FICHA TÉCNICA

Santos 2 x 3 Corinthians

Gols

Santos: Durval, aos 2min, e Neymar, aos 27min do 1º tempo

Corinthians: Iarley, aos 9min, e Elias, aos 42min do 1º tempo; Paulo André, aos 24min do 2º tempo

Ponto Forte do Santos

Teve mais posse de bola e buscou agredir o adversário o tempo todo, principalmente com jogadas pelos lados

Ponto Forte do Corinthians

Marcou muito bem no meio e jogou com inteligência, explorando o contra-ataque para ameaçar o Santos

Ponto Fraco do Santos

Deixou espaços demais na defesa e mostrou marcação falha no meio de campo, com Danilo e Alex Sandro fazendo partida apagada

Ponto Fraco do Corinthians

Voltou desligado para o segundo tempo e poderia ter perdido o jogo pela postura apática nesse período

Personagem do jogo

Elias, que teve grande atuação tanto na parte defensiva como na ofensiva

Lance polêmico

Danilo estava em posição impedimento no lance do terceiro gol corintiano

Esquema Tático do Santos

4-4-2

Rafael; Pará, Bruno Aguiar (Rafael Caldeira), Durval e Léo; Arouca, Danilo, Alex Sandro (Alan Patrick) e Marquinhos (Madson); Marcel e Neymar. Técnico: Marcelo Martelote

Esquema Tático do Corinthians

4-2-3-1

Júlio César; Alessandro, Paulo André, William e Roberto Carlos (Leandro Castán); Boquita (Moacir) e Jucilei; Bruno César, Elias e Jorge Henrique; Iarley. Técnico: Adilson Batista

Cartões amarelos

Santos: Rafael Caldeira e Pará

Corinthians: Boquita, Paulo André e Elias

Árbitro

Carlos Eugênio Simon (RS)

Local

Vila Belmiro, Santos (SP)

Fonte: Terra, www.terra.com.br