Campeonato Brasileiro: Em dia de Neymar, Santos vence Avaí  por 2 a 1 e vê ponta bem mais perto

Campeonato Brasileiro: Em dia de Neymar, Santos vence Avaí por 2 a 1 e vê ponta bem mais perto

Com a vitória, o Santos fica na terceira posição, com 30 pontos em 17 jogos

Com grande atuação e um gol, Neymar empurrou o Santos para a quarta vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro. Nesta quinta, a equipe de Dorival Júnior bateu o Avaí por 2 a 1 na Vila Belmiro e, mesmo sem tanta inspiração, já se vê mais perto do líder Fluminense. O triunfo também vingou a recente eliminação santista na Copa Sul-Americana, justamente diante dos catarinenses.

Com a vitória, o Santos fica na terceira posição, com 30 pontos em 17 jogos, mas com distância mais curta para o líder Fluminense, que empatou com o Palmeiras na quarta-feira. Se vencer o jogo que tem por fazer contra o Internacional, a equipe santista vê o sonho da Tríplice Coroa em melhor condição.

A partida na Vila Belmiro teve como ingrediente o reencontro de Marquinhos com o Avaí, onde foi capitão e é considerado ídolo. Com a bola rolando, porém, brilhou a estrela de Neymar, o único inspirado em dia de atuação apenas morna do Santos. Apesar do bom jogo, o atacante santista sofreu cartão amarelo e desfalca o time domingo, contra o Flamengo, no Maracanã. No mesmo dia, o Avaí recebe o Atlético-PR atrás da reabilitação após quatro jogos sem vencer.

Vitória santista desde o início

O cronômetro marcava apenas 53 segundos quando o Santos mostrou ao Avaí quem dava as cartas e abriu o placar. Após triangulação rápida com toques de primeira pela direita, Neymar aproveitou sobra da zaga avaiana e encheu o pé, da entrada da grande área, sem chances para o promissor goleiro Renan.

O gol meteórico direcionou todas as outras ações na primeira etapa: preocupado em não ceder contra-ataques, o Avaí não se jogou com tudo à frente, enquanto o Santos esperou o adversário e pareceu satisfeito com a vantagem mínima.

O Santos deu alguns sustos, é verdade: logo após abrir o placar, Edu Dracena resvalou bola cruzada na área por Neymar e por pouco não marcou. O mesmo Neymar reapareceu pouco depois, fazendo linda jogada e passando a bola para Zé Eduardo. Livre, de frente para Renan, ele errou a pontaria e bateu para fora.

O Avaí se ressentia do desfalque dos quatro homens de sua peça ofensiva: Davi, Caio, Robson e Roberto. Desarticulada, a equipe de Antonio Lopes só chegava à frente nos deslocamentos do volante Rudnei, tecnicamente limitado mas vigoroso.

Em 45 minutos, o Avaí acertou um só chute no gol de Rafael. A única chance razoável pintou nos pés de Vandinho, que limpou um marcador na entrada da área e chutou por cima do gol, assustando a Vila Belmiro já nos acréscimos.

Com um Marquinhos sem imaginação e Keirrison em fase tenebrosa, o Santos foi sempre refém da inspiração de Neymar. Antes mesmo do intervalo, ele infernizou tanto a vida do lateral direito Marcos que Antonio Lopes, com medo de perder o atleta por expulsão, resolveu trocá-lo por Emerson Nunes.

Para o início da segunda etapa, Lopes fez mais uma substituição. Atrás de mais força na frente, ele sacou o jovem Cristian, atuando aberto pela direita, e acionou o canhoto Laércio. Marcando mais adiantado, o clube catarinense melhorou na partida e ameaçou o Santos duas vezes antes dos 15 minutos.

Primeiro em cobrança de falta de Vandinho, colocada para escanteio por Rafael, que apareceu muito bem logo depois. Na cobrança, o Rafael do Avaí usou a cabeça e por muito pouco não empatou, exigindo grande defesa do goleiro santista.

Zé Eduardo, que já havia desperdiçado uma boa chance no primeiro tempo e outra logo na volta do intervalo, ficou novamente em boa condição de ampliar a vantagem logo depois da chegada do Avaí à frente. Da entrada da área, ele recebeu só e chutou no alto, longe da meta de Renan.

O Avaí não se abalou e seguiu firme na busca pelo empate. Vandinho recebeu na grande área, girou e acertou a trave santista. Ainda houve tempo para a equipe recolher a bola e cruzar para a área, onde apareceu Rudnei, livre, para finalizar de primeira e assustar mais uma vez.

Desapontado com a produção da equipe, Dorival Júnior fez três trocas quase seguidas para tentar melhorar a parte ofensiva. Entraram Alan Patrick, Zezinho e Marcel nos lugares de Keirrison, Marquinhos e Zé Eduardo.

As substituições surtiram efeito e Marcel, aos 37min, ampliou placar. Após dividida de Durval com o goleiro, a bola encontrou o camisa 18, que bateu no ângulo de Renan.

O Avaí ainda assustou nos minutos finais. Válber driblou Edu Dracena e marcou o gol de honra do time visitante, aos 40min. Na sequência, o Santos recuou e se segurou contra a pressão catarinense.

FICHA TÉCNICA

Santos 2 x 1 Avaí

Gols

Santos: Neymar, no 1ºmin do primeiro tempo; e Marcel, aos 37min do segundo tempo

Avaí: Valber, aos 42min do segundo tempo Ponto Forte do Santos

Deslocamentos de Danilo pela direita e as movimentações de Neymar e Zé Eduardo

Ponto Forte do Avaí

Bom posicionamento em campo e o encaixe da marcação

Ponto Fraco do Santos

Lentidão de Keirrison, pouco participativo

Ponto Fraco do Avaí

Poucas conclusões na primeira etapa

Personagem do jogo

Neymar, o dono da partida na Vila Belmiro

Esquema Tático do Santos

4-2-1-3

Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Danilo e Arouca; Marquinhos (Zezinho); Zé Eduardo (Marcel), Keirrison (Alan Patrick) e Neymar

Treinador: Dorival Júnior

Esquema Tático do Avaí

4-2-3-1

Renan; Marcos (Emerson Nunes), Rafael, Emerson e Eltinho; Rudnei e Marcinho Guerreiro; Cristian (Laércio), Jéferson (Leandro Bonfim) e Valber; Vandinho

Treinador: Antonio Lopes

Cartões amarelos

Santos: Neymar

Avaí: Emerson Nunes, Marcos e Jeferson

Árbitro

Carlos Eugênio Simon (RS)

Local

Vila Belmiro, em Santos (SP)

Fonte: Terra, www.terra.com.br