Capitão corintiano é barrado em festa da CBF e desabafa

William disse no Twitter que foi barrado por superlotação do evento

A falta de organização deixou uma série de convidados de fora do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira, onde é feita a entrega do Prêmio Craque do Brasileirão 2010. Entre os que não conseguiram entrar estava o capitão corintiano William, que tomou a mesma atitude de outros barrados e foi embora.

A assessoria de imprensa do Corinthians ainda tentou argumentar com a segurança do evento. "É o capitão do terceiro colocado do campeonato. Ele não pode ficar de fora", argumentou Guilherme Prado, assessor do clube. Alegando superlotação, os responsáveis pela portaria mantiveram a proibição e o corintiano teve de ir embora.

Mais tarde, em seu Twitter, William reclamou da situação. "Futebol brasileiro continua um show de desorganização. Fecharam as portas por excesso de gente. Eu estava dando atenção à imprensa e por isso atrasei a entrada. Ou seja, um estimulo à falta de educação", postou o zagueiro.

Superlotado principalmente por conta da presença ilustre do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o evento realizado no Centro do Rio de Janeiro foi marcado por desorganização.

A imprensa teve seu trabalho dificultado e ficou presa a um espaço acanhado por onde entravam os jogadores. À reportagem do Terra foi entregue a credencial de outro veículo jornalístico para o acesso ao Theatro Municipal.

Fonte: Terra, www.terra.com.br