""Chegou hora do Ronaldo"", diz técnico Mano Meneses

""Chegou hora do Ronaldo"", diz técnico Mano Meneses

Corintianos e flamenguistas lutam para seguir vivos na competição sul-americana

Os dois clubes de maior torcida no Brasil começaram a pensar 2010 praticamente juntos, em cidades vizinhas. O Corinthians fez pré-temporada em Itu, no interior de São Paulo, e logo ali ao lado, em Porto Feliz (a 25 km), o Flamengo fez a sua. O foco, por sinal, era o mesmo: a Taça Libertadores da América. Só que o destino quis que as duas equipes se enfrentassem logo nas oitavas de final. E por isso, para Timão ou Fla, o planejamento do ano vai por água abaixo após o duelo desta quarta-feira, no Pacaembu, às 21h50m (de Brasília). A TV Globo exibe para todo país, com exceção dos estados de PE, MG, RS e da cidade de Santos-SP, e o SporTV transmite para todo Brasil, menos RJ e SP.

Corintianos e flamenguistas lutam para seguir vivos na competição sul-americana e evitarem um fracasso precoce. A equipe carioca, porém, está em vantagem. Tudo por conta da vitória por 1 a 0 no Maracanã, quarta-feira passada. Assim, se quiser passar às quartas para encarar Alianza Lima ou Universidad de Chile, o Alvinegro tem de ganhar por 1 a 0 para decidir nos pênaltis ou por dois ou mais gols de diferença. Não à toa, a comissão técnica treinou nos últimos dias uma blitz contra o adversário.

- O que penso de um jogo de futebol é que você pode ter todas as boas intenções, mas o adversário pode não permitir. É óbvio que vamos pressionar o Flamengo, porém tudo vai depender da nossa competência ? disse Mano Menezes, técnico do Corinthians.

Por falar em competência, a de Ronaldo será mais uma vez colocada à prova. Na ida, no Rio de Janeiro, ele pouco fez. Mostrou que além de estar fora de forma, está com problemas técnicos. Mas Mano continua apostando suas fichas nele. Sempre com cobrança.

- Chegou a hora mesmo de o Ronaldo dar uma resposta forte. E ele tem condições para isso.

No Flamengo, mais do que nunca, Adriano e Vagner Love terão de mostrar uma produtividade até agora pouco vista na Libertadores. O Imperador marcou apenas dois gols nos quatro jogos em que participou. Já o Artilheiro do Amor ainda não justificou o seu apelido. Apesar dos 15 gols marcados no Carioca, marcou apenas duas vezes nos sete jogos que disputou na competição.

- É indiscutível a qualidade deles, o nível técnico... Como o Corinthians também tem jogadores deste nível. Mas tem que funcionar toda a engrenagem do nosso time para que Adriano e Love possam fazer a diferença ? disse o técnico Rogério Lourenço.

Mas se depender do retrospecto do Flamengo em 2010, a vaga para as quartas de final deve ser conquistada. Afinal, dos 25 jogos no ano, o time só teve um resultado que daria a classificação ao Corinthians. Trata-se da derrota por 2 a 0 para o Universidad Católica, no último dia 14, em Santiago. Foi a única vez que o Fla perdeu pela diferença de dois gols e que deixou de balançar as redes. As outras três derrotas na temporada foram por um placar que garante os rubro-negros nas quartasl: 2 a 1 para o Botafogo, na semifinal da Taça Guanabara; para a Universidad de Chile, em Santiago, pela Libertadores; e para o Botafogo, na final da Taça Rio.

- Sabemos da importância que temos e queremos fazer gol. Mas sabemos da dificuldade que vamos encontrar. Nosso time tem bala. Vamos ter dificuldades, o Corinthians vai vir para cima, mas temos jogadores rodados aqui - declarou Love.

As equipes e suas armas

É certo que o Corinthians terá duas novidades em relação ao time que perdeu na semana passada. Existe ainda a possibilidade de uma terceira alteração, mas essa Mano manterá em sigilo.

As mudanças já confirmadas são as entradas do goleiro Felipe e do lateral-direito Alessandro nos lugares de Julio Cesar e Moacir, respectivamente. Os dois estão recuperados de lesões musculares na coxa direita e prontos para atuar. O camisa 1 não atua desde 24 de março e o camisa 2, oficialmente, desde 7 de março.

Outra mudança que pode estar nos planos do técnico corintiano é o retorno do esquema com três homens de frente, que consagrou o Timão no primeiro semestre do ano passado. Assim, ele tem duas opções. Colocar Jorge Henrique no lugar do meia Danilo ou então sacar um volante para a entrada do atacante.

- É o problema do técnico querer colocar todos os jogadores. Mas você tem de tirar um ou dois. Trabalhamos com Jorge, com Matías (Defederico), com Iarley ? desconversou Mano.

No Flamengo, Rogério Lourenço tem apenas um problema: Michael. O jogador foi expulso na partida de ida, no Maracanã, e dará lugar a Vinicius Pacheco. O meia, aliás, está empolgado com a oportunidade e promete dar força ao contra-ataque rubro-negro.

- Não pode ficar com a bunda esperando lá atrás ? disse.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com