Com Adriano, Atlético-PR bate Strongest por 1 a 0 em Curitiba

Com Adriano, Atlético-PR bate Strongest por 1 a 0 em Curitiba

Com o resultado, o Atlético-PR chega aos três pontos, na liderança do Grupo A ao lado do Vélez Sarsfield

Sem jogar desde março de 2012, o atacante Adriano fez sua estreia pelo Atlético-PR na noite desta quinta-feira. Jogou poucos minutos sem grande destaque, mas ajudou a consolidar a vitória por 1 a 0 sobre o Strongest, da Bolívia, na primeira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. O confronto foi disputado no Estádio Durival de Britto, em Curitiba.

Com o resultado, o Atlético-PR chega aos três pontos, na liderança do Grupo A ao lado do Vélez Sarsfield, da Argentina ? na quarta, o time bateu o Universitario, do Peru. O time brasileiro joga de novo na Libertadores em 25 de fevereiro, em Buenos Aires. Pelo Paranaense, encara o Cianorte às 17h (de Brasília) do domingo, no Estádio Albino Turbay, em Cianorte.

A estreia do Atlético-PR na fase de grupos não teve a emoção da classificação na pré-Libertadores, dramática e nos pênaltis contra o Sporting Cristal. Diante do The Strongest, da Bolívia, o time foi ameaçado, mas levou perigo constantemente e teve boa atuação no Estádio Durival de Britto, em Curitiba.

​O time acertou bola no travessão, por exemplo, aos 15min, em passe de Fran Mérida para finalização de Sueliton, jogador que acabou dando a assistência para o primeiro gol. Aos 23min, cruzou na medida para Paulinho Dias completar de cabeça, dando tranquilidade ao torcedor rubro-negro. Ele ainda deu passe para chute perigoso de Ederson, aos 36min.

O The Strongest, por sua vez, ameaçou aos 10min, em chute da entrada da área dado por Ríos. No segundo tempo, a pressão se intensificou. Aos 15min, Pablo Escobar bateu escanteio da esquerda, Barrera cabeceou firme e o goleiro Weverton fez grande defesa, evitando o empate. O Atlético-PR passou a errar muitos passes e encontrar dificuldades na frente.

O técnico Miguel Ángel Portugal aproveitou para promover a esperada estreia do atacante Adriano, depois de quase dois anos sem fazer uma partida oficial. O jogador entrou em campo no lugar de Ederson, aos 38min, e até os minutos finais não teve chances claras de gol.

Fonte: Terra