Com ajuda do árbitro, Juan garante primeira vitória do Flamengo

Juan garante a vitória no segundo tempo logo após o árbitro Leonardo Garcia anular um gol legal do time da região serrana

Em uma partida com a arbitragem bastante confusa, o Flamengo estreou no Campeonato Carioca vencendo o Friburguense por 1 a 0 neste domingo, no Maracanã. O gol foi marcado por Juan. O Time da Serra teve um gol mal anulado pelo árbitro Leonardo Garcia. Victor Hugo estava atrás de três rubro-negros quando partiu para empurrar a bola para a rede, mas o juiz assinalou impedimento.

Com o resultado, o Flamengo está em quarto lugar no Grupo B com três pontos. O time está empatado com Mesquita, Macaé e Botafogo, mas perde nos critérios de desempates. Na segunda rodada, o Flamengo enfrenta o Bangu, na próxima quinta-feira, às 16h30min, em Volta Redonda. Já o Friburguense joga em casa, no mesmo dia e horário, contra o Mesquita.

O jogo começou no Maracanã com os termômetros marcando 32 graus. O gramado estava longe das melhores condições. Por isso, as duas equipes erravam muitos passes. No início da partida, as chances só surgiam nos lances de bola parada.

Aos dez minutos, uma oportunidade de ouro para o Friburguense. Ronaldo Angelim fez falta em Thiago praticamente na linha da grande área. Cassiano bateu forte, mas no meio do gol. Bruno defendeu firme. Dois minutos depois, foi a vez de o Flamengo ter uma chance idêntica. Falta na entrada da área do Friburguense. Leo Moura cobrou na barreira.

O jogo melhorou após os 20 minutos. E o Friburguense quase abriu o placar. Jogada rápida pela esquerda, Victor Hugo se livrou da marcação de Willians e chutou forte. O goleiro Bruno espalmou para o meio da área. Na sobra, Crispin bateu de primeira e tinha tudo para marcar o gol. Mas o zagueiro Fábio Luciano conseguiu tocar na bola, que foi para escanteio.

O jogo esquentou. O Flamengo respondeu em seguida. Cruzamento para a área e Obina cabeceou com perigo. O goleiro Adriano espalmou para escanteio. Na cobrança, Marcelinho Carioca colocou a bola na cabeça de Ibson, que tocou para fora com perigo.

Aos 35 minutos, Obina perdeu a melhor chance do Flamengo no primeiro tempo. Após uma confusão na área, a bola sobrou nos pés do atacante perto da pequena área. O atacante escolheu o canto e só colocou. Mas o goleiro Adriano se esticou todo e espalmou para escanteio mostrando estar com o reflexo em dia apesar dos 40 anos de idade.

No último minuto, Kleberson fez boa jogada e soltou a bomba da entrada da área. O goleiro Adriano voltou a fazer uma defesa difícil e espalmou para escanteio. E o primeiro tempo terminou com o Flamengo mostrando muitos problemas na cobertura dos laterais e na criação de jogadas.

Arbitragem prejudica o Friburguense

Para o segundo tempo, Cuca resolveu mudar o ataque. O técnico tirou Marcelinho Paraíba e colocou Everton. Mas o Flamengo não melhorou e seguiu insistindo nos cruzamentos para a área.

Aos dois minutos, contra-ataque do Friburguense. Thiago chutou de fora da área, o goleiro Bruno espalmou para o meio e na sobra Victor Hugo tocou para o fundo da rede. Gol do Friburguense, que o bandeira Luiz Antonio Muniz de Oliveira marcou impedimento. O árbitro Leonardo Garcia seguiu a orientação e anulou o gol de forma errada. Na hora do chute, Victor Hugo estava atrás de três jogadores rubro-negros. Os jogadores do Friburguense reclamaram, mas não adiantou

Para completar o desespero do time da serra, o Flamengo abriu o placar em seguida. Após uma rápida jogada, Everton errou o chute, mas Leo Moura evitou a saída da bola e cruzou novamente para a área. Obina dominou no peito e chutou. Ibson dividiu com o goleiro Adriano e a bola sobrou limpa para Juan tocar para o gol. Lance difícil, mas Ibson estava na mesma linha do zagueiro. Gol legal. Mérito para a auxiliar

Após abrir o placar, o Flamengo diminuiu o ritmo. Obina ainda teve duas oportunidades de marcar, mas errou a pontaria. O Friburguense tentava pressionar, mas não conseguiu furar o bloqueio rubro-negro.

Aos 35 minutos, Ibson quase fez o segundo gol. O meia recebeu na entrada da área e chutou rasteiro. Mas a bola foi para fora. E até no fim da partida a arbitragem se enrolou. Leonardo Garcia indicou quatro minutos de acréscimos. Mas só levou o jogo até os 47 minutos.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com