Com arbitragem polêmica, Vasco mantém escrita contra o Atlético Paranaense

Com arbitragem polêmica, Vasco mantém escrita contra o Atlético Paranaense

Com 2 gols e dois homens a mais ainda no primeiro tempo, time de PC Gusmão segue invicto contra Furacão

Antes de a bola rolar em São Januário, o público recebeu uma pequena revista chamada "Preliminar". A publicação, com detalhes sobre a partida, tem o intuito de ser uma espécie de programa do jogo, como acontece nos espetáculos teatrais. Com a "abertura das cortinas", o torcedor do Vasco viu uma doce comédia romântica, daquelas que ninguém liga para a rápida resolução da trama. Com dois gols e dois jogadores a mais ainda no primeiro tempo, o time garantiu a vitória por 3 a 1 sobre o Atlético-PR, que segue roteiro de dramalhão, ainda sem vitória no Brasileiro.

Para os torcedores do Furacão, o vilão da noite de choro e terror foi o árbitro Nielson Nogueira Dias, que errou ao marcar o pênalti do segundo gol cruzmaltino e também foi criticado pela expulsão de Chico.

Polêmicas à parte, o Vasco, que segue invicto contra o Furacão na Colina, ganhou uma posição no campeonato, passando o próprio Atlético-PR. O time de PC Gusmão está em 18º, com nove pontos. O Atlético-PR segue com sete, em 19º. Na próxima rodada, o Vasco enfrenta o Grêmio, quarta-feira, no Olímpico, às 21h50m. O Furacão pega o Santos no mesmo dia e horário, na Arena da Baixada.

Fonte: Globo Esporte