Com Cielo, Fla quebra recorde sul-americano

Com Cielo, Fla quebra recorde sul-americano

Desgastado pela temporada em piscina longa, no Pan-Pacífico de agosto, Cielo já disse que tem como principal meta somar pontos para o clube.

Principal nome do Troféu José Finkel de natação, Cesar Cielo começou nesta segunda-feira a cumprir o objetivo de somar pontos pelo Flamengo. Além de passar pelas eliminatórias dos 50 m livre, ele ajudou a equipe a estabelecer novo recorde sul-americano no revezamento 4x50 m livre.

Com Thiago Sickert, Nicholas dos Santos e Fred Veloso Castro, Cielo ajudou a chegar ao tempo de 1min26s52 - o recorde anterior, de 1min26s68, pertencia ao Pinheiros e havia sido estabelecido em 2005. A nova marca passa a ser do Brasil, já que o Flamengo não tinha estrangeiros na água.

O campeão olímpico em Pequim 2008 também foi o primeiro nas eliminatórias dos 50 m, com 21s44, igualando o recorde da competição, de Fernando Scherer, o Xuxa, de 18 de dezembro de 1998. Curiosamente, Xuxa também era atleta do clube carioca quando atingiu a marca.

"A marca não foi boa, mas nadei displicente, respirei quatro vezes. Estava mesmo me guardando para o revezamento. Foi o melhor que podia sair. Não estou botando pressão de tempo, mas acho que dá para fazer 21s1, 21s2. Que ótimo se eu fizesse 20s", declarou o nadador brasileiro.

Desgastado pela temporada em piscina longa, no Pan-Pacífico de agosto, Cielo já disse que tem como principal meta somar pontos para o clube. Ele disputará, além dos 50 m livre, os 50 m borboleta e do 4x50 m livre, os 100 m livre e os revezamentos 4x100 m livre e 4x100 m medley.

Fonte: Terra