Com CR7 no centro das atenções, United e Real lutam pelas quartas

Equipes medem forças pelo duelo de volta das oitavas de final. Na ida, empate em 1 a 1. Partida marca o retorno de Cristiano ao Old Trafford

O principal jogador do time adversário ovacionado pela torcida local. A cena pouco comum no futebol deve ser vista nesta terça-feira no estádio Old Trafford, em Manchester. Quando Cristiano Ronaldo pisar em campo, a tendência é que os torcedores ingleses aplaudam o craque português em vez de acusá-lo de ser mercenário. O gajo é atualmente o principal nome do Real Madrid, rival dos Diabos Vermelhos, às 16h45m (de Brasília), na partida de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões, mas também deu muitas alegrias aos torcedores do United.


Com CR7 no centro das atenções, United e Real lutam pelas quartas

Com a camisa vermelha, foram seis temporadas marcadas por muitos gols, lances geniais e títulos. Ao todo, Cristiano Ronaldo atuou 292 vezes pelo Manchester e anotou 118 gols. Conquistou três troféus de campeão inglês, um da Liga dos Campeões e um Mundial de Clubes, além de ter sido eleito o melhor jogador do mundo em 2008, prêmio que não voltou a conquistar.

Ídolo da torcida local, que sonha com o retorno do craque ao clube, o português vai atuar pela primeira vez em sua antiga casa desde que trocou o Manchester pelo Real Madrid em 2009, na transação mais cara da história do futebol: R$ 256 milhões.

- Parece que Cristiano Ronaldo está muito bem, e espero que esteja assim na partida. Eles o conhecem muito bem aqui, estão sendo inteligentes (em tratá-lo como ídolo), mas também honestos. Acho que vai ter uma recepção fantástica e muito merecida, pois viveu temporadas excelentes pelo Manchester ? afirmou o treinador do Real, José Mourinho.

O moral de CR7 também anda lá em cima com o técnico adversário. Alex Ferguson não se cansa de elogiar seu ex-atleta, a quem considera, inclusive, mais completo do que Ronaldo Fenômeno.

- O que espero ao enfrentar Cristiano Ronaldo? Espero problemas. Mas não acho que devemos temê-lo. Se ficarmos com medo do estrago que ele pode nos causar, acabaremos esquecendo do que somos capazes de fazer. E tenho muita confiança em meu grupo ? disse o escocês.

Os merengues entram em campo com a obrigação de balançar as redes de David De Gea pelo menos uma vez para evitar a eliminação precoce. Com o placar de 1 a 1 em Madri, os ingleses se classificam com um 0 a 0. Caso o resultado se repita, a decisão vai para a prorrogação. Os números, porém, acalmam os torcedores do Real. A missão de fazer no mínimo um gol como visitante foi atingida em todos os 15 jogos sob o comando de Mourinho nas últimas três edições da Liga dos Campeões.

Apesar de prever um jogo com gols de ambos os times, Alex Ferguson, por sua vez, admite que uma boa apresentação de seu sistema defensivo será fundamental para obter a classificação.

- Essa será provavelmente a chave do jogo. Como sabemos, eles têm o melhor contra-ataque do futebol mundial e mostraram isso contra o Barcelona no Camp Nou. Estou convencido de que os dois times vão fazer gols, mas temos que pensar que podemos fazer mais do que o Real Madrid.

Sir Alex x Mourinho

Duas personalidades fortes, uma amizade improvável. Alex Ferguson e José Mourinho merecem capítulos à parte quando o assunto são os técnicos de futebol. Além do currículo repleto de conquistas, há outra coincidência inegável entre eles: o temperamento explosivo. Firmes em suas convicções, vaidosos e sempre em lados opostos no futebol, não seria nenhuma surpresa se os dois batessem de frente. Nada disso. O respeito e a admiração mútua são tão grandes que, além de elogios públicos, os dois gostam de trocar ideias regados a um bom vinho tinto quando se encontram.

Vinhos, geralmente, "escalados" pelo português. Em uma recente passagem de Mourinho por Manchester, porém, os dois foram vistos tomando chá em um luxuoso hotel inglês. Nada mais britânico. Mourinho é 21 anos mais jovem que Ferguson. Aos 50 anos, o português diz que gostaria de ter a mesma vitalidade do amigo para trabalhar por mais duas décadas.

- É um tipo de trabalho que quanto mais velho você é, melhor fica. A experiência te faz melhor. Eu amaria que Deus me desse saúde para fazer o mesmo. Alex é único, e não tenho palavras que possam somar ao respeito que todos têm por ele. Um respeito merecido.

A amizade foi construída nos tempos em que Mourinho comandava o Chelsea. E surpreendeu muita gente, já que o primeiro duelo entre eles, em 2004, quando o luso era técnico do Porto, terminou com trocas de farpas. Ferguson reclamou do teatro que os atletas rivais teriam feito em campo, simulando contusões e cavando faltas. O português não deixou por menos e disse que o descontentamento do escocês era por ter sido dominado por um adversário cujo orçamento era dez vezes menor.

Quase uma década depois, Mourinho chama Ferguson de chefe, e este disse recentemente que o português seria um ótimo nome para comandar os Diabos Vermelhos assim que ele decidir se aposentar. Entre vinhos, chás e palavras cordiais, os dois se reencontram pela décima sexta vez na carreira, com ampla vantagem de Mou até agora. Em 15 duelos, as equipes comandadas por Mourinho venceram seis vezes, com sete empates e apenas dois triunfos do Manchester United.

Mil vezes Giggs

A partida será especial também para o veterano Ryan Giggs. O galês irá completar mil jogos como profissional. Aos 39 anos, 23 deles vividos no Manchester United, Giggs diz que hoje aproveita melhor as conquistas.

- Estou orgulhoso de tudo o que fiz no futebol. Trabalhei duro para conquistar tudo isso, mas não imaginava que fosse chegar a mil jogos. Quando a gente fica mais velho, aproveita mais as conquistas. Por exemplo, acho que curti mais o momento do título da Liga dos Campeões quando o conquistei pela segunda vez, não pela primeira.

Alex Ferguson confirmou que Giggs está convocado para o jogo, sem adiantar, no entanto, se como titular ou como opção no banco de reservas.

Fonte: GloboEsporte.com