Com dores, Nadal é eliminado por Ferrer e dá adeus ao Grand Slam

Com dores, Nadal é eliminado por Ferrer e dá adeus ao Grand Slam

Os quinze mil espectadores que lotaram a Rod Laver viram um começo de jogo hesitante de Nadal.

O espanhol Rafael Nadal voltou a brigar com seu próprio corpo. O número 1 do mundo, que sofreu com dores em toda a partida, não resistiu ao jogo enérgico de seu compatriota David Ferrer, que o derrotou com parciais de 6/4, 6/2 e 6/3, avançando para a semifinal do Aberto da Austrália, onde enfrentará o britânico Andy Murray. Ferrer alcançou, assim, sua quarta vitória sobre Nadal, em 15 partidas.

Com a derrota, Nadal dá adeus ao sonho de completar o Grand Slam (vencer quatro Majors em sequência), feito já alcançado no tênis masculino pelo australiano Rod Laver (1961 e 1969) e pelo americano Don Budge (1938).

Os quinze mil espectadores que lotaram a Rod Laver viram um começo de jogo hesitante de Nadal, que saiu atrás 2 a 0, após batalhar por 17 minutos pelo segundo game da partida. Para piorar, Nadal, sentindo dores teve que deixar a quadra após devolver a quebra; depois de passar oito minutos fora de quadra sendo atendido, o número 1 do mundo voltou à quadra com a coxa enfaixada, jogando sem a mesma intensidade e sendo dominado por Ferrer, que conseguiu outra quebra e abriu 4 a 1.

Com problemas físicos, Nadal não conseguia se movimentar com a facilidade habitual, enquanto Federer, percebendo os problemas do compatriota, tentou jogar agressivamente, e chegou a abrir 5 a 2. Contudo, ao sacar em 5 a 3 para fechar o set, Ferrer teve seu saque quebrado, cedendo no game seguinte o empate a Nadal. Mesmo assim, na parcial seguinte, Ferrer voltou a quebrar um irregular Nadal para vencer o set inaugural.

No segundo set, os problemas físicos prosseguiram e Nadal, com muitos erros não forçados, após sofrer duas quebras, foi superado ainda com mais facilidade pelo espanhol mais famoso.

Com a vitória no segundo set de Ferrer, não apenas a vitória do número sete do mundo pareceu inevitável, como a desistência do número 1 parecia uma questão de tempo; sem condições e sendo dominado em quase todos os pontos, Nadal, porém, não abandonou a partida como no ano passado contra Andy Murray.

Assim, o terceiro set foi o mais tranquilo para Ferrer, que abriu rapidamente 3 a 0. Mais lento, Nadal se esforçava ao máximo para se manter nos pontos, esforço que valeu o reconhecimento e o aplauso dos torcedores, mas que não foi suficiente para fazer frente ao implacável Ferrer, que fechou o jogo em 6 a 3.

Após a partida, em entrevista ao ex-tenista Jim Courier, Ferrer comentou a vitória e lamentou a situação de Nadal. "Fiz meu jogo, fiz o que pude e estou feliz com a vitória, apesar dele ter sofrido essa lesão. Não foi uma vitória normal, todos sabem disso, mas agora tenho que me focar na partida contra Murray".

Contra Andy Murray, na próxima rodada, Ferrer tentará se classificar pela primeira vez a uma final de Grand Slam. A favor de Ferrer neste confronto está o retrospecto. Em cinco partidas entre os dois, foram 3 vitórias do espanhol diante do cabeça de chave número 5.

Fonte: Terra