Com estudo detalhado, médicos asseguram evolução de Pato

Com estudo detalhado, médicos asseguram evolução de Pato

Alimentação, exercícios, suplementos... Especialistas traçam perfil do atacante e veem desenvolvimento em breve: "O Pato vai voar", projetam

? O Pato vai voar. É isso o que o torcedor do Corinthians quer saber.

? Eu posso dizer que o Alexandre Pato tem todo potencial para render cada vez mais.

As frases acima foram ditas, respectivamente, pelos médicos Beny Schmidt, chefe do laboratório de patologia muscular da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), e Roberto de Araújo, especialista em medicina genética. Um trabalho em conjunto desenvolvido pelos dois profissionais, com o apoio do médico Joaquim Grava e do fisioterapeuta Bruno Mazziotti, chegou à conclusão de que o torcedor corintiano não precisa se preocupar com a ?sina? de lesões do atacante: sob respaldo de um conjunto de fatores, como alimentação e atividades físicas personalizadas, ele se manterá em alto nível e com risco consideravelmente mais baixo de se machucar.

A análise feita por Schmidt e Araújo mapeou 523 genes de Alexandre Pato. Os resultados encontrados pelos médicos não só comprovam que o atacante é dono de um físico privilegiado, como também permitem traçar um plano de trabalho personalizado para o jogador - um perfil nutricional e psicológico, levando em conta cada costume e cada necessidade do corpo dele. Após desvendar o mistério sobre os recorrentes problemas enfrentados por Pato, os profissionais vão direcionar os hábitos no dia a dia do atleta.

Tudo indica que os treinos aos quais ele foi submetido nos outros times não foram os melhores para o corpo dele. A queda de rendimento era inevitável. Agora vamos conseguir direcionar o tratamento de acordo com o que ele precisa"

Roberto de Araújo, especialista em genética

? Todo aquele tratamento e aquela suplementação que ele teve na Itália foram feitos antes de ele atingir um grau de maturidade óssea. Isso prejudicou demais a carreira do jogador e foi o que originou as frequentes lesões ? explicou Beny Schmidt.

? Pelo perfil genético, tudo indica que os treinos aos quais ele foi submetido nos outros times não foram os melhores para o corpo dele. A queda de rendimento era inevitável. Agora vamos conseguir direcionar o tratamento de acordo com o que ele precisa ? complementou Roberto de Araújo.

Desde a saída do Internacional, em 2007, Alexandre Pato ganhou massa muscular e acabou prejudicado por treinamentos inadequados ao seu biotipo, como atividades de explosão e potência em excesso. Foram quinze lesões nos últimos três anos, que atrapalharam a carreira do atacante não somente no Milan, mas também na seleção brasileira. Submetido a exames detalhados, que foram da biópsia ao check-up sanguíneo completo, em sua chegada ao Corinthians, o jogador agora passará à segunda etapa do processo: adequar a própria rotina às necessidades e carências do seu corpo.

Como o diagnóstico dos médicos foi finalizado na última sexta-feira, Pato ainda receberá as orientações específicas. Roberto de Araújo antecipou que a análise dos genes o permitiu descobrir até mesmo hábitos corriqueiros do jogador, como o fato de ele ingerir mais salgados ou doces, por exemplo. A partir desse perfil, o atleta será direcionado quanto à alimentação e suplementação ? com quais tipos de comida ele deve maior atenção, qual vitamina é menos abundante em seu organismo, como ele deve se controlar nos exercícios físicos, entre outras dicas.

? Tudo está combinado ao meio no qual ele vive. Não podemos comparar a realidade na Itália com a do Brasil. Na Europa, a rotina do jogador era outra, não tinha essa orientação. Agora podemos dizer que o comportamento do Pato, no dia a dia, refletirá diretamente no seu desempenho. Ele não tem nenhum impedimento para crescer como atleta ? assegurou Araújo.

Desde que chegou ao Corinthians, Alexandre Pato se ?internou? no CT Joaquim Grava, em busca de condições físicas ideais para a estreia. Sequer foi em busca de um local para morar em São Paulo. Todo o trabalho acabou recompensado na goleada por 5 a 0 sobre o Oeste, primeiro jogo dele pelo Timão. Ovacionado pela torcida, o atacante balançou as redes após apenas três minutos em campo.

Na próxima quarta-feira, o camisa 7 começará a partida contra o Botafogo, em Ribeirão Preto, como titular. Pato substituirá Paolo Guerrero, que disputa amistoso pela seleção peruana. Independentemente de voltar ou não a marcar, o jogador está liberado para atuar durante os 90 minutos. Sem impedimentos ou medo de lesões. E com a tendência de desempenho cada vez melhor.


Com estudo detalhado, médicos asseguram evolução de Pato

Fonte: GloboEsporte.com