Com nocaute, brasileiro Maurício Shogun vence James Te Huna

Com nocaute, brasileiro Maurício Shogun vence James Te Huna

Ameaçado de demissão após duas derrotas seguidas, brasileiro se recupera com golpe fulminante sobre neozelandês a 1m03s, no UFC na Austrália

O cenário era de tensão. Ameaçado de demissão por Dana White após duas derrotas seguidas no UFC, para Alexander Gustafsson e Chael Sonnen, o brasileiro Maurício Shogun se recuperou de maneira espetacular, ao conseguir um nocaute fulminante sobre James Te Huna a 1m03s do primeiro round, no UFC: Hunt x Pezão, em Brisbane, na Austrália. O alívio estava presente ainda no octógono, quando membros da equipe de Shogun aparentavam muita emoção com a vitória. Para o neozelandês, restou a segunda derrota consecutiva para brasileiros, já que em maio desse ano ele perdeu por finalização para Glover Teixeira, também no primeiro round.

Focado e determinado a voltar a ser referência nos meio-pesados, onde já foi campeão no UFC após bater Lyoto Machida, Maurício Shogun procurou melhorar seu jogo de chão para a luta contra o neozelandês e assim, evitar situações como a derrota por guilhotina diante de Chael Sonnen, em agosto desse ano. Para isso, o curitibano recorreu ao amigo Demian Maia e fez seu camp em São Paulo. Ainda no cotógono e emocionado, o brasileiro explicou o momento em que acertou o adversário e dedicou a vitória à família após o momento difícil na carreira.

- Primeiramente, queria agradecer a todos pelo carinho, minha equipe, minha família e aos meus fãs, e ao povo toda da Austrália. Dedico esta vitória à minha família, à minha equipe e aos meus fãs. O James Te Huna é um cara muito bom e vi que ele vinha para a trocação. Achei que ele vinha para clinchar, e foi quando eu acertei ele - disse Maurício Shogun.

A Luta

Desde o início, Shogun mostrava que as últimas derrotas o deixaram mordido e partiu para cima de Te Huna com um chute baixo de esquerda e tentando encurtar a distância. Porém, James conseguiu sair do clinch, dando sinais que não queria buscar uma luta no chão. Depois, Shogun tentou um cruzado de direita e outro chute baixo de esquerda. Bem mais agressivo no combate, o curitibano tentou novo cruzado de direita, que dessa vez passou no vazio. Com Te Huna querendo a trocação, o brasileiro se fechou na guarda, o neozelandês partiu para cima na tentativa de um uppercut de direita, mas recebeu um gancho de esquerda fulminante como contra-ataque. James Te Huna caiu na hora e Shogun ainda tentou mais um golpe no chão, antes do árbitro encerrar o combate.

Fonte: Combate