Com saudade de Neymar, Ganso mira nova parceria na Seleção

eforço do São Paulo não esquece "irmão" santista, diz que quer vencê-lo pelo seu novo time, mas quer retomar entrosamento. Inspiração é em Kaká

Até pouco tempo atrás, parecia inimaginável pensar em Neymar e Paulo Henrique Ganso jogando com camisas de times diferentes. A parceria que nasceu desde as categorias de base do Santos se estendeu para os gramados, rendeu cinco títulos em três anos para a equipe de Vila Belmiro, mas acabou na quinta-feira passada, quando Ganso confirmou sua transferência para o São Paulo. Na sua apresentação ao novo clube, o meia fez questão de se lembrar daquele que trata como irmão.

Já que não é possível reeditar a parceria por um clube, Ganso mira reencontrar Neymar na seleção brasileira. Lá, o craque santista já é realidade. Por outro lado, o reforço são-paulino precisa superar lesões para voltar a ser convocado por Mano Menezes.

- Eu trato o Neymar como um irmão, e é claro que fica a saudade de poder jogar com ele dentro de um clube. Mas até falei para ele que vamos poder atuar muito bem na seleção brasileira, assim que eu voltar a jogar bem no São Paulo. Por isso, quero retornar bem e ter a cabeça totalmente voltada para o São Paulo ? afirmou Ganso.

Mesmo com todo esse carinho, o meia é competitivo e diz que quer muito vencer Neymar quando o São Paulo enfrentar o Santos ? o que só deve ocorrer no Campeonato Paulista do ano que vem.

- É difícil encarar o moleque, ainda bem que não sou zagueiro. É o melhor jogador da atualidade no Brasil, mas espero que, no nosso encontro, eu possa vencer também ? disse o reforço tricolor, que se apresentou no último domingo.

Para voltar a jogar bem, o craque foi presenteado com a camisa 8, que pertenceu recentemente a Kaká - atualmente no Real Madrid. O número sempre foi símbolo de maestria dentro do Tricolor, e por isso foi escolhido cuidadosamente para estampar a camisa do reforço, que vestiu o novo manto inspirado em quem idolatra.

- Sou fã incondicional do Kaká, é um gênio da bola. A camisa 8 foi um presente que recebi da diretoria são-paulina, por isso espero fazer jus a esse número e a essa camisa ? desejou Ganso.

O meia do São Paulo perdeu espaço na seleção brasileira por causa das lesões e da ascensão de Oscar, atualmente no Chelsea. Ganso até disputou as Olimpíadas, em Londres, mas foi reserva na maior parte do tempo. Atualmente, ele se recupera de uma lesão na coxa esquerda.

Fonte: GloboEsporte.com