Com um a mais, Santos empata com São Paulo

Com um a mais, Santos empata com São Paulo

Sem Rivaldo, o São Paulo precisou de uma bela jogada individual de Lucas para decidir fazer 1 a 0

Santos e São Paulo realizaram neste domingo um clássico de dois tempos distintos, com domínio alvinegro no primeiro tempo e tricolor no segundo. Porém, no confronto da Vila Belmiro válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, os dois times não conseguiram fazer valer suas respectivas vantagens e empataram por 1 a 1.

A principal baixa da equipe paulistana foi o volante Carlinhos Paraíba, expulso ainda no primeiro tempo e repetindo o caso que protagonizou no clássico contra o Corinthians. Porém, diferentemente do que aconteceu no clássico de junho, o cartão vermelho não desorganizou a equipe, que ainda encontrou espaços para criar e chegar ao seu gol no fim do primeiro tempo.

Sem Rivaldo, o São Paulo precisou de uma bela jogada individual de Lucas para decidir fazer 1 a 0 e dominar boa parte do segundo tempo. O Santos, por sua vez, não contou com Arouca e Elano no meio de campo, mas contando com Ganso, Neymar e Borges e se valeu também de um lance do camisa 10 para evitar a derrota.

Com o resultado, o São Paulo se manteve na terceira colocação do Campeonato Brasileiro, somando 35 pontos e beneficiado pelo empate do Flamengo (36) e pela derrota do Corinthians (37). O Santos, por sua vez, chegou aos 22 pontos, mas permanece apenas a quatro do Atlético-PR, que abre a zona de rebaixamento.

A partida começou morna, mas com o Santos tocando bola no ataque e procurando oportunidades. Na primeira, logo aos 2min da etapa inicial, Neymar cobrou falta sofrida por Danilo na entrada da área e obrigou Rogério Ceni a se esticar para trabalhar. Melhor em campo, o time de Muricy Ramalho só foi ameaçado pela primeira vez aos 8min, quando Dagoberto recebeu na esquerda e chutou sem muito perigo.

Enquanto os dois ainda tardavam a criar, o São Paulo passou a abusar das faltas. Em cinco minutos, João Filipe e Carlinhos Paraíba levaram cartões amarelos por entradas mais fortes. Para piorar, o volante foi expulso aos 27min do primeiro tempo ao acertar o lateral Léo. Agora com um a mais, os santistas seguiam melhor no setor ofensivo, e só não conseguiam chances reais porque Piris marcava Neymar e Borges de forma eficiente.

Ganso teve duas boas chances, mas perdeu ambas. Aos 37min, aproveitou o rebote de João Filipe e arriscou da entrada da área, mandando a bola rente à trave esquerda de Rogério Ceni; depois, aos 44min, esticou demais o contra-ataque e entregou para o goleiro são-paulino. O São Paulo, que até então não criava, teve sua primeira boa chance aos 45min, e aproveitou da melhor forma: Lucas recebeu na direita, saiu de Durval, deu um drible da vaca em Edu Dracena, invadiu a área e bateu para na saída de Rafael. Pará ainda tentou tirar, sem sucesso.

Após o intervalo, foi o São Paulo quem passou a tomar conta do jogo, e o Santos só não levou o segundo gol porque Rafael brilhou. Primeiro, aos 14min, Lucas acionou Wellington, que driblou a marcação pela esquerda e só parou no goleiro. Mais tarde, aos 16min, Dagoberto disparou pela direita e tentou tocar por cima do santista, que esticou o braço e tirou.

Até então sufocado, o Santos precisou de Paulo Henrique Ganso para buscar o empate. Aos 35min, o meia recebeu na entrada da área e bateu no ângulo de Rogério Ceni. A partir daí, passou a sufocar, mas sem acertar passes, perdeu as chances para alcançar a virada.

Os dois times voltam a entrar em campo agora na quarta-feira, quando jogam pela 20ª rodada, a primeira do segundo tempo. Às 20h30 (de Brasília), o São Paulo recebe o Fluminense no Estádio do Morumbi. Mais tarde, às 21h50, o Santos visita o Internacional no Beira-Rio.

Ficha técnica

SANTOS 1 X 1 SÃO PAULO

Gols

SANTOS: Ganso, aos 35min do segundo tempo

SÃO PAULO: Lucas, aos 45min do primeiro tempo

SANTOS: Rafael; Pará (Alan Kardec), Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano (Felipe Anderson), Danilo, Henrique e Ganso; Borges e Neymar

Treinador: Muricy Ramalho

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Ivan Piris, João Filipe, Rhodolfo e Juan; Wellington, Casemiro (Jean), Carlinhos Paraíba e Lucas; Cícero e Dagoberto (Henrique)

Treinador: Adilson Batista

Cartões amarelos

SANTOS: Adriano e Pará

SÃO PAULO: João Filipe e Carlinhos Paraíba

Cartões vermelhos

SÃO PAULO: Carlinhos Paraíba

Árbitro

Wilson Luiz Seneme (RS)

Local

Vila Belmiro, em Santos (SP)

Fonte: Terra